Um clássico do Natal, delicioso, com uma massa fofa e um recheio leve e fresco. Tem a vantagem de poder ser feito com antecedência.
Tronco de Natal

O Natal é um período maravilhoso. Adoro lançar-me na cozinha para fazer as receitas de sempre ou surpreender de alguma forma com novas receitas.

“Surpresa surpresa!”

Uau! Um tronco como este faz parar tudo.

“É o melhor tronco de sempre, mãe!”

Pronto… já valeu todo o trabalho que deu.

Não é apenas bonito.
É bonito, é delicioso. É fofo. Nada enjoativo. Feito com toda a frescura. E fazendo-o com antecedência, dá-nos tempo e energia para atacarmos noutras frentes. Basta guardá-lo recheado e embrulhado em papel vegetal, no frigorífico, e deixar a decoração final para o próprio dia.

A confecção do tronco não é extraordinariamente difícil, nem tão pouco o recheio.

Já os cogumelos de merengue exigem alguma técnica, mas nada de muiiiiiito complicado. Se tiverem mão firme e algum treino com sacos de pasteleiro, acaba por ser relativamente fácil. Nada como tentar, certo? Até porque os cogumelos dão um nível superior de apresentação a este clássico do Natal.

Podem ver as todas as fotos do passo-a-passo AQUI.

Aqui no site, na secção RECEITAS DE NATAL encontram outras sugestões deliciosas para este dia tão especial celebrado em família.

Veja o vídeo desta receita no meu canal

Tronco de Natal
tempo de preparação: 2 horas + tempos de refrigeração e descanso
dificuldade: Média-Alta
Um clássico do Natal, delicioso, com uma massa fofa e um recheio leve e fresco. Tem a vantagem de poder ser feito com antecedência.

Tronco de Natal
(Com Cogumelos de Merengue)

DESTAQUE-6
Um clássico do Natal, delicioso, com uma massa fofa e um recheio leve e fresco. Tem a vantagem de poder ser feito com antecedência.
tempo de preparação: 2 horas + tempos de refrigeração e descanso
dificuldade: Média-Alta

Ingredientes:

TRONCO
  • 7 ovos L, à temperatura ambiente
  • 150 g de açúcar (divididos: 125 g + 25 g)
  • 60 g de farinha T55 c/ fermento (farinha para bolos)
  • 20 g de cacau em pó
  • Pitada de sal
  RECHEIO
  • 200 ml de natas para chantilly, bem frias
  • 50 g de açúcar
  • 1 colher de chá de extracto de baunilha
  COBERTURA
  • 200 g de chocolate negro, partido em pedaços pequenos
  • 150 g de manteiga sem sal
  • 50 g de açúcar amarelo
  • 2 colheres de sopa de leite
  • 1 colher de chá de extracto de baunilha
  COGUMELOS (Merengue suíço)
  • 2 claras de ovo
  • O mesmo peso de açúcar
  • O mesmo peso de açúcar em pó
  • Canela em pó, q.b., para finalizar

UTENSÍLIOS:

  • 1 tabuleiro 35×35 (mínimo) ou 45×30 (máximo), forrado com papel vegetal para o bolo
  • tabuleiro de forno forrado com papel vegetal para os cogumelos
  • batedeira eléctrica com acessório de pinha ou batedeira eléctrica manual com varas para bater
  • saco de pasteleiro com bico liso
  • espeto para furar cogumelos
  • espátula para barrar

Confecção:

  1. Misture a farinha e o cacau em pó. Reserve.
  2. Bata as gemas com 125 g de açúcar, durante largos minutos, até que a massa fique esbranquiçada e muito cremosa.
  3. Bata as claras em castelo e quando começarem a espumar junte uma pitada de sal grosso. Quando estiverem quase no ponto de castelo, e sempre batendo, junte devagarinho os restantes 25g de açúcar.
  4. Envolva as claras no creme de gemas, à mão. Finalmente, envolva a farinha misturada com o cacau, peneirados.
  5. Unte levemente o tabuleiro e forre-o com papel vegetal, cobrindo a base e as laterais. Unte também levemente o papel com um pouco de óleo ou spray. Verta a massa, espalhe bem até aos cantos, alise o mais possível, e leve a forno pré-aquecido a 190º durante 15 minutos exactos. Passado esse tempo, retire do forno e deixe o bolo arrefecer totalmente dentro do tabuleiro.
  Faça o recheio de chantilly:
  1. Para montar o chantilly, tanto as natas como a taça da batedeira devem estar bem frias. Verta as natas na taça e comece a bater a baixa velocidade. Passado um minuto aumente para velocidade média – as natas vão começar a criar bolhas nas extremidades, junto à taça. Isto significa que estão a incorporar o ar necessário para fazerem um bom chantilly.
  2. Quando começarem a engrossar, junte o açúcar devagarinho, sem parar de bater e também o extracto de baunilha. Guarde o chantilly no frigorífico até à hora de usar.
  Faça os cogumelos de merengue:
  1. Numa taça, que possa ir a banho-maria, coloque as claras e o açúcar (só o granulado, não o açúcar em pó). Coloque a taça sobre um tacho com água a fervilhar, calce uma luva e mexa sempre, sem parar, em movimentos circulares, até sentir que a clara está quente – a temperatura ideal é 45ºC, ou seja, um pouco acima da nossa temperatura corporal, que ronda, por regra, os 36ºC/37ºC.
  2. Transfira imediatamente para a taça da batedeira – bem limpa – e bata, em velocidade alta até arrefecer e ficar um creme muito branco e muito firme.
  3. Pare a batedeira, junte o açúcar em pó de uma só vez, e bata mais uns segundos, só para envolver.
  4. Transfira o creme para um saco de pasteleiro – se usar de plástico corte a ponta, se usar com bico, use um liso – e faça os chapéus e os pés.
  5. Forre um tabuleiro com papel vegetal, não untado. Para os chapéus dos cogumelos, mantenha o saco na vertical, sem mexer, e faça sair o creme até ter o chapéu do tamanho pretendido – convém fazer de vários tamanhos.
  6. Para o pé, mantenha o saco também na vertical, bem centrado, faça uma base mais larga e vá subindo, com pequenos impulsos, até ter a altura pretendida. Não faça demasiado alto para o creme não tombar.
  7. Disfarce os biquinhos dos chapéus, molhando o dedo em água e alisando a superfície levemente. Faça mais cogumelos do que os que precisa, para a eventualidade de alguns se partirem durante a montagem. Reserve um pouco deste creme para colar os pés aos chapéus.
  8. Leve a forno pré-aquecido a 140º durante 15 minutos. Desligue o forno, deixe a porta entreaberta, e deixe repousar no interior durante meia hora para os merengues secarem.
  9. Depois de frios, e com muito cuidado, sem apertar, faça uma abertura na base do chapéu, usando um espeto, alargando o necessário. Insira um pouco do creme do merengue fresco e encaixe o pé.
  10. Coloque os cogumelos sobre um prato e polvilhe-os com um pouco de canela em pó.
  Faça a cobertura de chocolate:
  1. Derreta a manteiga num tachinho. Retire do lume e, ainda quente, junte o chocolate. Deixe amolecer um pouco e depois mexa com vara de arames até dissolver bem.
  2. Junte o açúcar amarelo, o leite e o extracto de baunilha, mexa, e leve ao frigorífico durante 15 minutos. Passado esse tempo, retire do frio, mexa vigorosamente e está pronto a usar. Deve estar cremoso e fácil de espalhar, sem escorrer. [NOTA: se, por alguma razão, na hora de barrar, o chocolate lhe parecer demasiado espesso – uma temperatura fria na cozinha pode ter influência – pode aquecê-lo muito ligeiramente para o trabalhar melhor.]
  Finalize o tronco:
  1. Retire o bolo do tabuleiro, mantendo o papel vegetal – descole as laterais cuidadosamente.
  2. Espalhe bem o chantilly e enrole, com cuidado, descolando o papel vegetal à medida que vai enrolando. [NOTA IMPORTANTE: É nesta fase, depois de recheado e enrolado, sem cobertura, que pode mantê-lo envolvido no papel vegetal e guardá-lo no frigorífico até o finalizar, até dois ou três dias depois.]
  3. Corte um pouco das extremidades do rolo, para ficar mais bonito. Corte um pedaço de cada ponta, enviesado, para fazer os dois pequenos troncos que irão ser ‘colados’ ao tronco principal. Coloque o tronco principal sobre o prato onde irá ficar.
  4. Barre as faces dos pedaços que cortou com um pouco da cobertura de chocolate. Coloque um sobre o tronco e outro encostado lateralmente. Pressione com cuidado, garantindo que estão bem seguros.
  5. Barre todo o tronco com o chocolate, com a ajuda de uma espátula, reservando um pouco para colar os cogumelos, no caso de os usar. Use um garfo para dar um efeito riscado em todo o tronco. Limpe bem o prato, a toda a volta, retirando qualquer chocolate que possa ter caído.
  6. Aqueça o resto de chocolate que reservou, para o deixar mais líquido. Encoste os pés dos cogumelos ao chocolate e ‘cole-os’ sobre o tronco e em redor.
  7. Decore o tronco com um pouco de azevinho e finalize, polvilhando com açúcar em pó. Mantenha em local fresco.

Notas:

Outras informações:

1 comentário para “Tronco de Natal <br> (Com Cogumelos de Merengue)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.