Esta trança é maravilhosa. Acreditem!

Tem uma massa muito fofa, é pouco doce e pode ser comida simples com um café ou chá, ou barrada com manteiga ou o doce da nossa preferência.

É uma massa lêveda sim… nem podia ser de outra forma e isto é algo que ainda assusta muitas pessoas.

Vou contar-vos o truque para fazerem boas massas lêvedas.

Esqueçam-se delas. Vão à vossa vida, fazer o que têm a fazer, e quando voltarem umas horas depois elas estão no ponto.

É claro que há formas de acelerar o processo – basta deixá-las num local quentinho, como um forno que tenha recebido um pouco de calor e que desligado é uma pequena estufa para a levedura mostrar toda a sua pujança.

Mas é este o segredo. Tempo.

Esta trança pode ser enrolada com duas tiras, tal como mostro no video ou, se preferirem, com três tiras, tal como fazemos uma trança no cabelo.

Na época da Páscoa também lhe podemos colocar uns ovos cozidos que ganham uma cor mais escura quando cozidos com cascas de cebola.

Basta enfiá-los debaixo de uma das tiras de massa.

Façam como entenderem, com ou sem ovos, na Páscoa ou noutra altura do ano, porque vale mesmo a pena!

A receita do Folar Doce de Páscoa é muito semelhante. Podem vê-la AQUI.

Se preferirem um folar bem mais doce, porque não experimentar o FOLAR DE OLHÃO? É tão bom!