Para quê fazer uma tarte normal, quando podemos levar o sol e a luz para as nossas mesas?

Saborosa e linda, esta tarte vai deixar belas memórias.

Ainda me lembro do aniversário dos 16 anos da minha filha em que ela convidou as três melhores amigas para um jantar cá em casa.

Tinha-se tornado vegetariana há pouco tempo e as amigas alinharam totalmente nesse jantar especial.

Nenhuma das meninas era vegetariana, mas também nenhuma sentiu falta da carne ou peixe, com tanta variedade na mesa.

A Tarte de Espinafres, os Hambúrgueres de Feijão Preto feitos com pão de hambúrguer caseiro e as Enchiladas Vegetarianas, cujas receitas estão no meu 2º livro, “A Minha Cozinha II”.

Foi um jantar maravilhoso, rematado com um belíssimo BOLO DE MORANGO.

Depois disto, fiz esta tarte em forma de sol vezes sem conta, sobretudo no Verão.

É fácil e é prática, além de saborosa.

O creme de espinafres é muito básico, não apresenta qualquer dificuldade, e a montagem da tarte também não.

Temos de usar duas massas folhadas redondas de compra – uma para baixo e outra para cima – e distribuir o creme tal como vêem nesta fotografia.

Depois, colocamos a massa de cima, pomos no centro uma taça que fique à medida, calcando ligeiramente para unir as massas, selamos as extremidades, cortamos em fatias…

e viramos as fatias ao alto.

Pincelamos com ovo e lá vai ela para o forno.

Esta Tarte de Espinafres é perfeita para jantares volantes, porque as fatias se retiram à mão e, além disso,  tem a vantagem de poder ser comida morna ou fria.