A cereja fresca em todo o seu esplendor no recheio desta tarte, com massa caseira, cortada em grade, para uma linda apresentação.

Todos os anos, o meu amigo Gabriel Diogo me envia uma caixa de 5 quilos da belíssima cereja do Fundão, e não as conseguindo comer todas arranjo sempre uma receita para lhes dar uso.

Já foi o caso do Bolo de Cereja Invertido, do Cheesecake com Molho de Cereja e do Gelado Cherry Garcia da Ben & Jerry’s…

E também desta Tarte de Cereja, com um leve travo a amêndoa e um sabor mais intenso a canela.

Quem não aprecia, por exemplo, o sabor da amêndoa, pode optar por dispensar o extracto de amêndoa e “casar” a cereja e a canela com raspa de limão, dando-lhe outra frescura. 

Sim… precisamos de descaroçar as cerejas. Já testaram a minha DICA?

Quanto à massa… já sabem, aconselho sempre o uso de massa caseira porque fica uma tarte de qualidade muito superior.

A massa é super simples de se fazer, sobretudo se tivermos um processador.

Esta receita tem massa para dois círculos. Um é para forrar a tarteira…

e o outro para cortar em tiras para fazer a grade de cima.

Optei pela grade porque fica ainda mais bonita e cozinha melhor.

Fazer a grade é muito fácil. Só precisamos de 10 tiras de massa, 5 para usar na vertical e mais 5 para usar na horizontal. Entrelaçá-las é extremamente simples, como podem ver neste video.

Espero que gostem tanto desta Tarte de Cereja quanto o Paulo Varanda gostou!

Venham de lá esses sorrisos!

😁

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 30 MINUTOS
tempo de forno: 50 minutos
tempo total: 1 hora 20 minutos
dificuldade: fácil
doses: 10
A cereja fresca em todo o seu esplendor no recheio desta tarte, com massa caseira, cortada em grade, para uma linda apresentação.

Tarte
de Cereja

tarte cereja destaque site
A cereja fresca em todo o seu esplendor no recheio desta tarte, com massa caseira, cortada em grade, para uma linda apresentação.
tempo de preparação: 30 MINUTOS
tempo de forno: 50 minutos
dificuldade: fácil
doses: 10

Ingredientes:

Recheio:
  • 250 g de açúcar
  • 50 g de amido de milho (farinha maisena)
  • 1 kg de cerejas
  • ½ colher de chá de canela em pó
  • ¼ colher de chá de extracto de amêndoa
  • Pitada de noz-moscada (4 voltas de moinho)
Massa:
  • 350 g de farinha de trigo T65 sem fermento
  • ½ colher de chá de sal fino
  • 150 g de manteiga sem sal (bem fria e cortada em pedaços)
  • 110 ml de água fria (7 a 8 colheres de sopa)
  • Geleia q.b. para pincelar 

UTENSÍLIOS:

  • processador de alimentos (opcional)
  • tarteira de fundo amovível com 26 a 28 cm de diâmetro
  • rolo da massa para estender

Confecção:

  1. Comece por descaroçar as cerejas. Reserve.
  2. Faça a massa: Coloque a farinha, o sal e a manteiga em pedaços na taça do processador e pulse até ficar com um aspecto de areia grossa. 
  3. Junte a água, pouco a pouco, pulsando para ser absorvida – todo o processo pode ser feito à mão se não tiver processador.
  4. Trabalhe a massa com as mãos, faça uma bola, envolva em película aderente e leve-a ao frigorífico para repousar enquanto faz o recheio.
  5. Faça o recheio: Triture muito bem 200 g das cerejas descaroçadas, para as reduzir a sumo.
  6. Num tacho misture o açúcar com a maisena e envolva o sumo de cereja, pouco a pouco, mexendo para garantir que não fica com grumos.
  7. Leve ao lume, durante uns bons minutos, para espessar o molho – na fervura, o molho estará a fazer bolhas grandes. No teste da colher, deve ter alguma densidade, deve agarrar-se à colher e com a gota a oferecer alguma resistência (ponto de pérola).
  8. Retire do lume.
  9. Envolva imediatamente a canela, a noz-moscada, o extracto de amêndoa e as cerejas inteiras descaroçadas. Se gostar, pode juntar neste passo a raspa de limão a gosto. Reserve para arrefecer.
  10. Divida a massa em dois, tendo uma das metades um pouco mais do que a outra. Estenda a massa maior em círculo (polvilhe com farinha sempre que necessário) e forre uma tarteira de fundo amovível com 26 a 28 cm de diâmetro, garantindo que as paredes da tarteira estejam cobertas até cima.
  11. Verta o recheio (já deve estar quase frio) e alise.
  12. Estenda a outra metade da massa em círculo e corte em tiras de largura idêntica.
  13. Coloque 5 tiras em sentido vertical e outras cinco tiras em sentido horizontal para dar um efeito de grade (veja a técnica). Em alternativa, pode colocar a massa inteira, fazendo golpes em forma de sol (veja a foto) ou ainda cortar com um corta-biscoitos pequeno em forma de estrela, círculo, coração, etc. (veja foto).
  14. Pressione muito bem as extremidades para juntar as duas massas e use os restos de massa para fazer uma junção mais forte, se necessário.  Com a ponta de uma faca, ou de um garfo, marque toda a junção, para dar um efeito mais bonito e selar bem.
  15. Leve a forno pré-aquecido a 190º durante 50 minutos.
  16. Retire e, ainda quente, pincele a massa com geleia.
  17. Deixe arrefecer totalmente antes de cortar.

Notas:

  • Se não tiver extracto de amêndoa, pode usar amêndoa amarga, adicionando a quantidade necessária até sentir que está no ponto certo.

Outras informações:

2 comentários para “Tarte <br> de Cereja”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.