Verão 2022…

ele aqui está, chegou de forma um pouco tímida, ainda meio embevecido pela Primavera, mas – diz quem sabe – à medida que vamos entrando em Julho as temperaturas vão aumentar, convidando a uma ida à praia, a um piquenique no campo, ou a ficar em casa reunindo a família e/ou os amigos.

Com o calor, chega a época dos grelhados, das saladas e das sopas frias, e quando se fala de sopas frias há muito mais para fazer e provar do que apenas o conhecido Gaspacho.

Esta Sopa de Pepino e Manjericão é uma delas!

Quais são os ingredientes?

São ingredientes básicos que temos em casa ou facilmente compramos em qualquer local:

  • Pepinos, claro!

Costumo retirar parte da casca para não escurecer demasiado a sopa. Não retiro as sementes, mas podem retirá-las abrindo os pepinos ao meio no sentido do comprimento e raspando o centro com uma colher. Sai tudo rapidamente.

Reservem algumas das rodelas mais pequenas para a decoração final.

Além dos pepinos esta sopa leva:

  • Manjericão e hortelã-pimenta, porque as aromáticas dão sabor e aroma. Na falta podem optar por outras como os coentros ou a salsa.
  • Iogurte Grego para lhe dar uma textura mais cremosa.
  • Sumo de limão porque espevita tudo e dá frescura. Além disso ajuda na cremosidade pelo efeito que a acidez tem no iogurte.
  • Azeite extra-virgem. Azeite é sempre bom, pela sedosidade e não só.
  • Alho porque é indispensável para dar maior profundidade ao sabor.
  • Mel que não sendo para adoçar, ajuda a uniformizar algum excesso de acidez ou amargura.
  • Sal e Pimenta porque ninguém gosta de sopas insossas.

Onde estão as quantidades dos ingredientes?

Mais abaixo, logo depois do video, encontram a receita escrita, com ingredientes, quantidades e toda a confecção.

Pronta em 10 minutos!

Nem mais! Tudo feito a frio num liquidificador.

A primeira coisa a fazer é preparar os alimentos – cortar o pepino, retirar o sumo ao limão, e ter tudo na bancada.

Todos os ingredientes vão para dentro do copo começando pelo iogurte, seguido dos pepinos. A ordem dos restantes é indiferente.

Liga-se o botão e tritura-se até ficar uma sopa macia.

Fazer de véspera (ou algumas horas antes)

Depois de triturada vai imediatamente para o frigorífico até ficar bem fresca.

Eu faço sempre de véspera e assim tenho a garantia de que está bem gelada. Na hora de servir, só tenho de a triturar mais um pouco para a “acordar”.

Podem também juntar cubos de gelo à sopa e triturar, se a quiserem refrescar rapidamente, mas isso tornará a sopa mais diluída. O ideal é mesmo refrigerá-la no frigorífico.

Como servir?

Preferencialmente em copos largos, taças ou tigelas, decorada com rodelas de pepino, um fio de azeite e uma folha de hortelã.

Esta sopa é óptima para dar início a uma refeição.

Nas noites quentes de Verão, é uma belíssima entrada para um jantar mais leve ou para uma refeição volante com um menu de vários pratos onde se podem incluir alguns destes:

Para um almoço rápido também acompanha muito bem uma tosta ou sanduíche como estas:

Se gostam de pratos frios vejam ainda estas sugestões:

Partilhem experiências, comentem, deixem sugestões e se partilharem esta receita no Instagram não se esqueçam do tag #claradesousa_cozinha_bricolage