Publiquei esta receita no meu facebook há precisamente 5 anos… e ficou sempre uma belíssima memória do sabor e da textura.

Recentemente fi-la para levar para o trabalho e as reacções voltaram a ser maravilhosas. Afinal quem não gosta de um bom bolo de fruta?

A história da Sharlotka

A Sharlotka é talvez o bolo mais popular da Rússia e é, por natureza, de maçã.

Há muita informação sobre as suas origens, mas chega a ser contraditória ou pouco consistente. Diz-se que é uma derivação da Charlotte criada pelo “Chef dos reis e Rei dos chefs” no início do século XIX: o chef francês Marie-Antoine “Antonin” Carême, considerado o fundador do conceito de haute cuisine, que esteve ao serviço do czar russo Alexandre I, em São Petersburgo.

A Sharlotka acabaria por nascer, segundo consta, da necessidade de simplificar e poupar, em tempos de grandes dificuldades económicas da população.

As famílias faziam este bolo com os ingredientes mais comuns da despensa, nem sequer manteiga ou leite, apenas ingredientes básicos como ovos, farinha, açúcar e maçãs. É a prova de que um bolo frugal pode ser maravilhoso.

Consta que na Rússia cada dona de casa tinha (ou tem) a sua receita secreta, que defende como a melhor. O facto é que, conquistada a Rússia e países do antigo bloco de leste, a Sharlotka acabou por conquistar o mundo.

Tudo o que se acrescentou ao longo dos anos, como é o caso desta receita que tem especiarias e extracto de amêndoa, serviu apenas para criar mais contrastes aromáticos a uma base já de si irrepreensível.

Que peras ou maçãs devo usar?

As que tiver na fruteira, até pode misturar pera e maçã, é essa a lógica subjacente a esta receita, conseguir muito com pouco. Ou misturar mais do que um tipo de maçã.

Se tiver de comprar a fruta, eu apostaria sempre na pera rocha e, quanto a maçãs escolheria mais ácidas, mas opte pelas que gostar mais. A liberdade é total.

Preciso deixar arrefecer?

Não totalmente. A Sharlotka é muitas vezes servida morna. Percebe-se que em tempos de carência, em que se fazia um bolo de quando em vez, fosse difícil esperar que arrefecesse, mas tradicionalmente assim ficou como a forma de ser servida. A verdade é que é sempre deliciosa, seja morna ou à temperatura ambiente.

Posso congelar a Sharlotka?

Para ser sincera, não sou fã de congelar bolos, mas há quem opte por fazê-lo, portanto, sim pode congelar até um mês.

Só tem de deixar o bolo arrefecer totalmente, envolvê-lo em película aderente, dando várias voltas para garantir que não fica ar no interior e colocá-lo dentro de um recipiente suficientemente grande com tampa ou dentro de um saco de plástico, desde que colocado sobre uma superfície lisa para não deformar.

Para descongelar retire-o directamente para o frigorífico, sem remover a película, 24 horas antes de o consumir.

Dicas importantes para fazer a Sharlotka

  • Use ovos à temperatura ambiente, retirando-os do frigorifico cerca de 15 minutos antes. Ovos à temperatura ambiente batem-se melhor dando mais leveza à massa e ajudam a que o bolo cozinhe uniformemente.

  • A “mistura seca” deve ser envolvida delicadamente na “mistura molhada” só até estar tudo incorporado. A partir daí, parou 🙂 Não bata demasiado a massa nessa fase.

  • Corte as maçãs ou pêras em fatias finas para obter uma textura mais uniforme. Há quem goste de cortar em cubos e envolvê-los na massa, o que dá uma textura diferente ao bolo. Teste e veja como prefere.

  • Use uma forma de fundo amovível, redonda, com 22 ou 24 cm de diâmetro. Não use uma forma compacta, para poder desenformar bem sem ter de virar o bolo. Uma forma de mola é o ideal.

Depois de estar cozida, e ligeiramente arrefecida, só temos de finalizar com açúcar em pó e está pronta a servir.

Linda e tão, mas tão boa!

Outras sobremesas com fruta:
  • Crumble de Maçã com Rum – Este é o melhor Crumble de sempre com um leve travo a rum e o equilíbrio perfeito entre a doçura e a acidez das maçãs reinetas.
  • Mousse de Laranja – Fofa, leve e fresca, esta mousse de laranja feita em 20 minutos é muito simples e versátil para todas as ocasiões.
  • Bolo de Pêssego – Preparem os pêssegos porque este bolo vai deixar-vos rendidos com a sua massa fofa e húmida. Em 15 minutos está no forno. É delicioso!
  • Tarte Fácil de Maracujá – A simplicidade conquista-nos nesta tarte de maracujá, de sabor suave e recheio macio, com uma massa feita de raiz.
  • Salada de Frutas com Vinagreta de Laranja – Frutas variadas, manjericão e uma vinagreta intensamente perfumada fazem desta salada de frutas um remate perfeito de uma refeição.
  • Gelatina Especial de Frutos Vermelhos – Base crocante, recheio cremoso e cobertura fresca. Esta gelatina é rica em contrastes para fazer muita gente feliz.