O salmão é um dos peixes favoritos cá de casa.
Seja no sushi, no Gravlax para saladas ou entradas, em hambúrgueres, em posta, é sempre um sucesso combinado com os mais variados acompanhamentos.

Tinha comprado um salmão inteiro uns tempos antes e depois de o abrir e retirar todas as espinhas – mantendo a pele – ainda lhe retirei uma parte para fazer Gravlax e congelei o resto. Um pedaço com um quilo que ficou a aguardar uma qualquer ideia que me surgisse.

Num dos almoços de sábado em família, surgiu-me a ideia de o usar inteiro, como já vi em várias receitas, e cobri-lo com uma manteiga de endro, que é a erva que melhor casa com o salmão.

Pensava eu que tinha endro, mas rapidamente me lembrei de que tinha gastado tudo no Gravlax.

Ora bolas…

O salmão já estava meio descongelado e não havia forma de voltar atrás e queria, à viva força, usá-lo assim, inteiro, para preservar toda a suculência e poder servi-lo em grandes lascas.

No jardim tinha algumas aromáticas e a minha opção de substituição foram o tomilho-limão e o alecrim a que juntei um pouco de orégãos secos.

Ohhhhh meu Deus… que delícia que ficou!

Esta manteiga funcionou na perfeição com o sabor das ervas e um ligeiro toque adocicado do açúcar amarelo, que é maravilhoso em contraste com o salmão.

Para acompanhar servi com batatas e brócolos – cozi-os antes para já estarem macios na hora de irem para o forno, já que o salmão cozinha em menos de 20 minutos.

Podem optar por outros vegetais, os que quiserem, desde que sejam pré-cozinhados.

Se gostam muito de salmão não deixem também de fazer o Salmão Valentim com Mostarda e Mel, a receita que fiz este ano para assinalar o Dia dos Namorados ou ainda o Salmão com Manteiga Dourada de Limão, fantástica receita que fica apronta em 10 minutos. E os Bolinhos de Salmão? Já experimentaram? As crianças vão adorar estes hambúrgueres de peixe.