Sou de uma geração que cresceu a comer salada de fruta.

Salada simples, com frutas cortadas e açúcar. Só.

Esta Salada de Frutas está muitos níveis acima. É mais adulta, mais refinada, mas igualmente simples.

A fruta pode ser a que quisermos, consoante a época.

Podemos brincar com as cores, com a doçura, com a acidez, com a textura.

A garantia é que no final todas as frutas vão brilhar ainda mais depois de regadas com uma vinagreta de aroma e sabor inebriantes, feita ao lume para reduzir e ficar ligeiramente densa.

Aconselho para a vinagreta um vinagre de fruta – pode ser de sidra ou de outra fruta – ou então um  vinagre de espumante que foi o que usei.

É fundamental fazer este molho em lume vivo e num tacho sem tampa para ferver bem durante 15 minutos para suavizar a acidez do vinagre.

O azeite deve ser de sabor suave e apenas uma colher de sopa, misturada depois de sair do lume, para não interferir em demasia no sabor. Na dúvida ponham sempre a menos e nunca a mais.

E o manjericão? Sim, não imaginam quão bom é trincar as folhas frescas de manjericão misturadas com as frutas. Mais facilmente conjugamos essa ideia com a hortelã, por exemplo, mas acreditem que com manjericão é absolutamente maravilhoso.

Esta Salada de Frutas é perfeita para os dias mais quentes, mas podemos comê-la durante todo o ano. Fica sempre bem.

No Verão nunca a refresco no frigorífico. Gosto de servir a fruta e a vinagreta à temperatura ambiente. Na minha opinião, o frio rouba sabor à fruta.

Nos dias mais frios podemos regar a fruta com o molho quente e servir de imediato, criando uma sensação de quente e frio muito agradável.

Esta é a melhor salada de frutas que já comi e dei a comer e espero que gostem tanto quanto eu e possam surpreender aqueles de quem mais gostam com este miminho especial.

Ainda por cima… tão simples! E tão rápida!