Cereal fantástico, o bulgur fica perfeito com o grão, o tomate e as aromáticas, tudo envolvido por um molho delicioso.

“Mãe, vais fazer alguma coisa para jantar?”, perguntou-me a minha filha enquanto se mantinha estendida no sofá, numa sexta-feira à noite em que estava sem vontade para se levantar e cozinhar.

“Não estava a pensar fazer nada, mas o que te apetece filha?”, ao que respondeu, “Não sei, vê tu.”

Vê tu…

Há 4 anos anos que a minha filha é vegetariana e em 95% das vezes é ela própria que trata de cozinhar as suas refeições, mas desta vez precisava de um mimo da mãe.

Fui dar uma vista de olhos na despensa e vi o bulgur.

O bulgur, também conhecido como triguilho, é um grão de trigo integral muito saboroso, comum na culinária do Médio Oriente e norte de África.

É uma excelente alternativa ao arroz, massa, quinoa ou cuscuz, já que é mais completo ao nível nutricional. Não tem gordura, é pouco calórico e um amigo da saúde digestiva e cardiovascular.

Em cru, depois de demolhado, é o cereal usado no famoso Tabulé.

Desta forma, o bulgur é perfeito não só para vegetarianos e veganos, mas também para diabéticos ou para quem queira perder peso.

não é indicado para celíacos já que é um grão de trigo e tem glúten.

Nesta receita, além do bulgur, optei por juntar grão-de-bico, tomates-cereja, as aromáticas que tinha à mão – salsa e manjericão – e como não queria uma vinagreta simples, optei por um delicioso molho Tahini.

Tenho sempre tahini no frigorífico para fazer os meus húmus. Faço-o em casa, é muito simples, desde que tenham um triturador potente. Podem ver a receita aqui: TAHINI.

Comecei por cozinhar o bulgur, exactamente do mesmo modo que cozinhamos o arroz – por cada volume de bulgur usamos dois volumes de água. Não usei sal, porque o molho já tem o suficiente.

Nesta parte da cozedura do arroz segui um caminho diferente do habitual – optei por tostar o bulgur ligeiramente, a seco, e deixei-o cozer durante mais tempo. O habitual são cerca de 15 minutos. Porquê? Porque queria algo semelhante ao socarrat da paelha, garantido que conseguia uma crosta no fundo bem tostada mas não esturricada, o que daria um contraste no sabor e na textura desta salada.

Assim foi. Ficou a cozinhar durante cerca de 20 minutos, em lume brando, e assim que vi os grãos tostados nas extremidades encostadas ao tacho, desliguei, abri os grãos para arrefecerem mais rapidamente, passei para a taça de servir e raspei o socarrat.

Depois disto, basta arrefecer um pouco – podemos comer a salada ligeiramente morna ou fria – envolver os restantes ingredientes e servir.

Esta receita é indicada para 4 a 6 pessoas, mas de tão boa que é o melhor é contar que seja para 4 porque certamente alguém vai repetir.

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 30 minutos
dificuldade: fácil
doses: 4 a 6
Cereal fantástico, o bulgur fica perfeito com o grão, o tomate e as aromáticas, tudo envolvido por um molho delicioso.

Salada de Bulgur e Grão
com Molho Tahini

Bulgur destaque
Cereal fantástico, o bulgur fica perfeito com o grão, o tomate e as aromáticas, tudo envolvido por um molho delicioso.
tempo de preparação: 30 minutos
dificuldade: fácil
doses: 4 a 6

Ingredientes:

  • 200 g de bulgur
  • 500 ml de água (o dobro do volume do bulgur)
  • 500 g de grão-de-bico cozido
  • 100 g de tomate-cereja
  • 1 mão cheia de salsa e manjericão
Molho Tahini
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de tahini (pasta de sésamo)
  • 50 ml de sumo de limão
  • 75 ml de água
  • ½ colher de chá de cominhos em pó
  • ¼ colher de chá de piri-piri
  • 1 colher de chá de sal

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Coloque um tacho ou frigideira funda ao lume sem qualquer gordura e toste ligeiramente o bulgur, durante cerca de 2 minutos, sacudindo-o para tostar uniformemente.
  2. Junte a água a ferver, coloque uma tampa, baixe o lume para o mínimo e cozinhe durante cerca de 20 minutos ou até que o bulgur comece a ficar bem tostado nas extremidades.
  3. Abra o bulgur raspando-o com um garfo, coloque-o numa taça de servir, para arrefecer, raspando também o socarrat com uma espátula. Se os pedaços de socarrat ficarem muito grandes, parta-os em pedaços mais pequenos.
  4. Enquanto o bulgur cozinha, corte os tomates-cereja ao meio, lave e escorra o grão, se usar de lata, e pique as ervas aromáticas grosseiramente.
  5. Nesse tempo faça também o molho, colocando todos os ingredientes num liquidificador e triturando tudo muito bem.
  6. Quando o bulgur arrefecer, junte os tomates-cereja, o grão-de-bico e as aromáticas. Regue com metade do molho e envolva muito bem.
  7. Sirva com o restante molho à parte para quem quiser reforçar o tempero.

Notas:

  • Usei salsa e manjericão, mas este prato fica também muito bom com coentros.
  • Se não aprecia o socarrat cozinhe o bulgur durante 15 minutos.

Outras informações:

5 comentários para “Salada de Bulgur e Grão <br> com Molho Tahini”

  1. Olá Clara,
    Esta salada de bulgur deve ser maravilhosa!!! Vou experimentar. Também faço uma ótima: bulgur com quinoa. Junto batata doce aos cubos assados no formo e tomate seco. Tudo regado com alho e azeite (triturado na varinha mágica). Uma delicia. Tem de experimentar.
    Obrigada pelas partilhas das suas receitas. Adoro.
    Um beijinhos,
    Michelle

    1. É sim, maravilhosa! Estes cereais são óptimos e não engordam 😉 A sua também me me parece muito bem. Eu também costuma fazer uma com batata-doce assada aos cubinhos. Um destes dias também a vou partilhar aqui 😉 obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *