A receita desta semana transporta-me ao passado, aos anos 70 e 80, a dias de calor e a belos piqueniques na serra de Sintra.

A minha mãe estendia uma manta grossa sobre a caruma densa… retirava os tupperwares da geleira e outras comidas que não precisavam de frio… tudo se colocava sobre o pano, bem distribuído… e ali ficávamos horas a fio, perdendo a noção do tempo, comendo quando nos apetecia, jogando às cartas, às damas ou ao dominó e descansando à sombra das árvores. Era tão bom.

Um dos pratos habituais era a conhecida Salada Russa, com ervilhas e cenoura, numa versão semelhante à receita que vos trago hoje.

O tempo passou e fico com a sensação de que este tipo de saladas caiu um pouco em desuso, o que é uma pena porque são um excelente acompanhamento quando servidas bem frescas.

No caso da receita que agora partilho convosco, não é a típica salada russa, mas tem outros ingredientes que a fazem vibrar… além de que tem um molho mais leve, menos calórico.

Vamos aos ingredientes?

Mais uma vez, ingredientes simples.

Substituições 

Se houver algum ingrediente que não tenham, adaptem.

  • Podem, por exemplo, substituir a salsa ou o cebolinho por coentros ou manjericão ou a aromática de que mais gostarem.
  • Nem todos terão a mostarda de grão l’Ancienne. Funciona no sabor e na textura, mas podem usar apenas a mostarda Dijon ou a mostarda de mesa.
  • Se não tiverem os pepinos em conserva podem usar pickles.
  • O aipo aconselho mesmo porque tem um sabor vibrante que torna esta salada muito especial, mas se não apreciam substituam por cebola roxa.

Na confecção desta receita fiz apenas meia dose – é o que podem ver nas fotos e no video – por isso não estranhem. A receita completa serve 6 pessoas. Neste dia em que filmei e fotografei éramos apenas 3 à mesa.

Onde está a receita escrita com as quantidades?

A receita desta salada de batata e ovo, com todos os pormenores, está mais abaixo, logo depois do video, e podem imprimi-la se quiserem.

Como fazer esta salada?

Começamos por lavar as batatas e cortá-las em pedaços médiosusem uma boa batata para cozer, que não se desfaça.

Depois de cozidas em água com sal, retiramos a pele, que sai muito facilmente…

e cortamos em cubos mais pequenos.

Antes disso, naqueles 10 a 15 minutos em que as batatas estão a cozer, retiramos os fios ao talo de aipo. É muito fácil, basta puxar usando uma faca…

Picamos tudo o que há para picar ou fatiar (no caso do aipo)…

E fazemos o molho.

Finalmente só temos de misturar tudo numa taça… temperar bem…

E levar ao frigorífico para ficar bem fresca na hora de servir.

Posso adicionar outros ingredientes?

Esta é uma salada simples de acompanhamento e quando assim é não deve ter demasiados elementos para se manter mais neutra.

No entanto, tornando-a prato principal, podem juntar o que quiserem, por exemplo, outros legumes cozinhados al dente (ervilhas, feijão-verde, cenoura), atum em conserva, cubinhos fritos de bacon, azeitonas… basicamente o que a vossa imaginação ditar.

Outros acompanhamentos com batata

Espreitem estas duas receitas porque também são óptimas para acompanhar um belo churrasco:

SE GOSTARAM DESTA RECEITA