E se eu vos disser que nunca apreciei muito ratatouille?

Tem os legumes de que gosto…

… mas a forma como sempre me serviram ratatouille nunca me conquistou. Era tudo muito uniforme, muito sem graça.

Desde que a minha filha se tornou vegetariana – ovolactovegetariana – tive de abrir o leque de opções para diversificar também nos legumes, e este prato acabou por ser uma excelente surpresa quando decidi juntar-lhe tomate e ovos.

Há várias receitas de ratatouille, umas feitas no tacho, outras no forno, umas com legumes cortados em cubos outras em rodelas. Há receitas para todos os gostos.
Há quem coloque sal para desidratar as beringelas, há quem não o faça. Enfim, cada cabeça sua sentença como se costuma dizer.

O que vos digo é que esta receita fica óptima.
Os legumes são cortados em cubos, à excepção dos espinafres que podem ser frescos ou congelados, o tomate e o molho de tomate envolvem tudo e no final temos a cama perfeita para encaixar os ovos e deixar escalfar.

Gostam da ideia?

E o que acham dela para a ceia de Natal que está à porta, se tiverem um vegetariano à mesa?

Ou para um brunch de fim-de-semana? Ou almoço… ou jantar!

Espero que a testem e me digam se gostaram tanto quanto eu.

Para outras opções vegetarianas, espreitem a secção NEM CARNE NEM PEIXE.