Há qualquer coisa de mágico na confecção de queques.

Eu sinto-me transportada à minha infância, como se os bolos pequeninos fossem um reflexo de nós próprios nesses tempos. As mães faziam os grandes bolos, as filhas ou os filhos faziam o mesmo, mas  em pequenino.

Além disso, receitas de queques como esta, que não exigem o uso de qualquer máquina, acabam por ser muito mais simples. Até uma criança as pode fazer.

Deliciosos queques de mirtilos

São mesmo uma delícia e carregados de mirtilos agora que estamos na época deles.

São queques pouco doces, numa massa densa e saciante mas muito fofa, bem composta por estes frutos tão saborosos e nutricionalmente ricos em antioxidantes.

Acresce que o topping granulado é o remate perfeito para garantir equilíbrio no sabor e na textura.

Posso usar outros frutos?

Sim podemos e os meus favoritos são estes: mirtilos e framboesas inteiros. Já os morangos devem ser cortados em pedacinhos.

Posso usar mirtilos congelados?

Quando estamos na época dos mirtilos o ideal é usarmos os frutos ao natural, mas se quisermos fazer estes queques noutra altura do ano podemos sim usar os congelados, mas com algumas ressalvas.

Os mirtilos congelados, quando descongelados, acabam por tingir a massa, mas podemos evitar um tingimento excessivo.

Assim, nunca devemos deixá-los descongelar, mas temos de os passar rapidamente por água bem fria para retirar alguma tinta que tenham à superfície e secá-los com papel de cozinha. Depois só temos os passar pela farinha e envolvê-los na massa, ainda congelados, evitando esmagar os frutos.

Se não se preocuparem com a cor da massa, não precisam de os passar por água, mas devem sempre passá-los por farinha. Congelados.

Porque devemos passar os mirtilos por farinha?

Já comeram queques ou bolos de mirtilos em que os frutos estavam todos no fundo, certo? Mas o ideal é que haja mirtilos bem distribuídos por todo o queque e isso é muito simples de se conseguir. Ao passá-los por farinha eles mantêm-se mais agarrados à massa, evitando que se afundem.

Quais os ingredientes destes Queques de Iogurte com Mirtilos?

Para o topping, que dá um nível muito superior a estes queques, precisamos destes três ingredientes…

E para a massa mais estes.

É importante referir que o iogurte e os ovos devem estar à temperatura ambiente, por isso retirem-nos do frigorífico meia hora antes.

A manteiga vai a derreter e deve arrefecer um pouco antes de se usar.

Quanto aos mirtilos, reservei 24 para a finalização e só os restantes serão envolvidos na massa.

Têm tudo em casa? Então vamos a isso!

Passo-a-passo: fazer o topping

A manteiga deve estar bem fria e cortada em pedacinhos. Envolvemos tudo, pressionando com as pontas dos dedos, até ficarmos com este aspecto granulado. Segue imediatamente para o frio enquanto fazemos o resto da receita.

Preparar as formas

Se quisermos uns queques altos, com aquele aspecto de pastelaria, temos de usar formas de papel altas que obriguem a massa a subir. Sem estes amparos, usando formas baixas, a massa ao subir começa a espalhar-se para os lados e cria uma espécie de queque-cogumelo.

Estes papéis são muito simples de se fazer.

Basta recortar quadrados 15 x 15 cm de papel vegetal, dobrar em quatro vincando o papel, e encaixar nas forminhas de metal ou de silicone pressionando bem nas paredes para estruturar.

Para esta receita precisamos de 12 unidades.

Se tiverem dúvidas vejam o video, mais abaixo.

Fazer a massa

Sem máquinas, apenas precisamos de duas taças e uma vara de arames (fouet).

Começamos por misturar os ingredientes secos.

Seguem-se os “molhados”, com a manteiga derretida.

Tudo bem batido para garantir uma mistura densa e lisa.

Agora é hora de envolver as duas misturas, mas sem trabalhar demasiadamente a massa. Apenas envolvemos até a farinha desaparecer.

A massa não deve ser muito mexida para termos um queque com uma massa fofa e não elástica.

Podem facilmente perceber quão densa fica esta mistura. Não se preocupem porque está tudo certo. Eu usei iogurte grego natural, mas podemos usar qualquer iogurte natural ou até uma mistura 50/50 de iogurte e leite que deixará a massa menos densa. Mas sem problema, porque o resultado será sempre excelente.

Feita a mistura de secos e molhados, passamos os mirtilos por farinha, tal como já expliquei mais acima, e envolvemo-los delicadamente na massa.

Distribuímos a massa por 12 formas e não é necessário untarem-se os moldes de papel, já que os queques se descolam lindamente depois de cozidos.

Com as formas bem cheias, colocamos dois mirtilos sobre cada uma pressionando ligeiramente para entrarem na massa e finalizamos com o topping. Pode parecer muito topping mas não é. Usem-no todo, bem distribuído por toda a massa.

Cozer os queques

Estes queques cozem a duas temperaturas, mas em nenhum momento se abre a porta do forno.

Os primeiros 5 minutos são a 220º C para dar um choque de calor.

Os 15 minutos seguintes são a 190º C.

É vê-los a crescer. Lindos!

Não deixem cozer durante muito mais tempo para não terem queques com uma massa seca.

O teste do palito pode confirmar que este é o tempo ideal, no entanto, com fornos caprichosos, pode haver alguma nuance no tempo de cozedura.

É importante referir que estas temperaturas são referentes a um forno ventilado que distribui melhor o calor.

Saídos do forno são colocados, cinco minutos depois, sobre uma rede de arrefecimento.

Hora de comer… com os olhos

De bom grado vos daria a provar, mas terão mesmo de os fazer para poderem saboreá-los como os meus colegas de trabalho que só me pediam a receita. “Quando vais publicar?”, “Quero fazer. São maravilhosos!”. Há lá melhores elogios?

Como conservar os Queques de Iogurte com Mirtilos?

Podem ser conservados frescos num prato com cúpula ou numa caixa com tampa, forrada com papel de cozinha para absorver alguma humidade. Conservam-se frescos durante vários dias. Nunca devem ser conservados no frigorífico.

Podem ser congelados até 3 meses, dentro de um recipiente com tampa ou um saco de congelação. Para consumir, basta deixar descongelar à temperatura ambiente e, se gostarem, aquecê-los um pouco no microondas.

Outras receitas de queques

SE GOSTARAM DESTA RECEITA