Uma das minhas sobremesas de eleição, com uma bola de gelado. Estes bolinhos de chocolate podem ser congelados e cozidos na hora.

Estes bolinhos de chocolate, cujo interior escorre como lava, são sempre um sucesso, especialmente quando são servidos com uma bola de gelado e alguns frutos silvestres.

É maravilhosa aquela sensação do chocolate quente em contraste com o gelado.

Sei que muitos dos que os apreciam os compram já congelados – ou porque acham que é difícil ou porque não querem arriscar. Aliás são famosos aqueles testes dos jurados do Masterchef na hora de os abrir.

Vamos lá ver se este passa no temível teste…

É isto, certo?

A verdade é que fazer estes petit gâteau é muito mais simples do que possa parecer.

O tempo de forno é sempre para menos, ou seja, na dúvida, retiram-se para garantir que o interior não fica demasiado cozido. Mas nada como fazer uma vez e perceber se esteve tempo a mais, já que os fornos conseguem ser muito caprichosos. A partir daí é acertar e nunca mais falha.

Apesar deste alerta, espero mesmo que tenham sucesso logo à primeira tentativa porque os de compra, acreditem, não chegam sequer ao calcanhar destes caseiros.

A receita é a que publiquei no meu primeiro livro de cozinha e é da autoria de um reconhecido chef lisboeta, meu amigo.

É diferente de todas as receitas com que me tenho cruzado, não só na pouquíssima quantidade de farinha como naquele pormenor de colocar um quadrado de chocolate na massa.

Faço estes petit gâteau há imensos anos. Mais recentemente, por uma questão prática, testei algo que nunca tinha testado – congelá-los com antecedência para os poder cozinhar em qualquer ocasião. 

Quando os congelo deixo-os descansar à temperatura ambiente até descongelarem praticamente totalmente, mas no caso de os quererem meter no forno ainda congelados eu diria para lhes darem mais um minuto a minuto e meio do que o que está na receita. Não mais.

Quando ficam prontos,  o topo vai estar um pouco ululante. É mesmo assim. Se não estiver… hmmmm… mau sinal, quer dizer quer cozeram demais.

Se não os quiserem congelar, podem mesmo assim fazê-los com antecedência e guardar a massa num recipiente no frigorífico, e seguirem com o resto do processo na hora de irem ao forno.

Vamos a isso?

Se são fãs de chocolate e procuram por outras opções espreitem as muitas receitas que tenho na secção CHOCOLATE.

Lá encontram também este Petit Gâteau (para diabéticos e não só)  que é o que faço pontualmente para o meu pai, mas que é óptimo para qualquer pessoa. Não escorre como este tradicional, mas o interior fica bem húmido.

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 20 minutos
dificuldade: fácil
rendimento: 6 bolinhos
Uma das minhas sobremesas de eleição, com uma bola de gelado. Estes bolinhos de chocolate podem ser congelados e cozidos na hora.

Petit Gâteau

petit gateau destaque site
Uma das minhas sobremesas de eleição, com uma bola de gelado. Estes bolinhos de chocolate podem ser congelados e cozidos na hora.
tempo de preparação: 20 minutos
dificuldade: fácil
rendimento: 6 bolinhos

Ingredientes:

  • 200 g de chocolate de culinária (100g+100g)
  • 50 g de manteiga
  • 100 g de açúcar mascavado escuro
  • 3 ovos
  • pitada de sal (opcional)
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo para bolos
  • Manteiga/margarina para untar forminhas
  • Farinha ou cacau em pó para polvilhar forminhas
  • Açúcar em pó para polvilhar bolinhos
  • Gelado de nata ou de baunilha
  • Frutos silvestres e hortelã para decorar

UTENSÍLIOS:

  • Forminhas lisas de queques

Confecção:

  1. Derreta 100 g de chocolate e a manteiga em banho-maria. Mexa até estar bem ligado.
  2. Bata os ovos com o açúcar mascavado até ficar com aspecto mais fofo. Junte 1 colher de sopa de farinha e bata bem para não fazer grumos. Envolva o chocolate derretido.
  3. Unte as formas com manteiga e polvilhe-as com farinha ou cacau. Distribua a massa pelas 6 forminhas e coloque em cada uma um quadradinho de chocolate – o chocolate vai afundar-se na massa.
  4. Leve a forno pré-aquecido a 220º C durante 6 a 7 minutos.
  5. Desenforme ainda quentes directamente para o prato de servir, polvilhe com açúcar em pó, decore com frutos vermelhos e hortelã e sirva com uma bola de gelado.

Notas:

  • Para congelar: unte com um pouco mais de manteiga as bases das formas, polvilhe com farinha ou cacau, verta a massa e coloque o quadrado de chocolate. Congele de imediato. O reforço da base serve para impedir que os bolinhos colem na base. Para cozinhar, deixe descongelar quase totalmente. Se cozinhar congelado dê mais um minuto a um minuto e meio do que o indicado normalmente.
  • Para guardar no frigorífico com antecedência: conserve a massa pronta dentro de um recipiente no frigorífico, coberto, e verta nas formas preparadas só na hora de ir ao forno, colocando só aí os quadradinhos de chocolate, seguindo os mesmos passos.
  • Pode substituir o açúcar mascavado escuro por açúcar amarelo ou açúcar de coco.
  • Para versão sem glúten use farinha sem glúten e chocolate certificado.

Outras informações:

32 comentários para “Petit Gâteau”

  1. Olá Clara,
    Adoro as suas receitas, faço imensas e são todas ótimas, desta vez fiz os petit gâteau mas na versão tarte, meti 3/4 da massa a cozer no forno e por cima depois de completamente arrefecida o resto da massa em cru que ficou tipo mousse e digo-lhe toda a gente adorou, é uma versão desta que também é muito boa, segui a receita em triplicado para a forma de 24 diâmetro, só não coloquei o chocolate em quadrados para derreter não foi necessário!
    Obrigada pelas partilhas, beijinhos para si!

    1. E verteu a massa crua sobre a tarte ainda quente para ela receber aquele calor residual? Ou esfriou e a parte crua garantiu que ele babava? Essa versão nunca vi, mas o importante é ter funcionado Isabel! Que bom 🙂

      1. Deixei arrefecer completamente a tarte e coloquei a massa no frigorífico para ficar mais consistente, depois verti a massa sobre a tarte e só retirei do frio na hora de servir, Clara é estranho mas ficou óptimo!
        Beijinhos

  2. Olá Clara! Feliz dia da mãe e obrigada pela partilha da receita.

    Fiz hoje estes petit gateau e ficaram uma delícia. Fiz uma pequena alteração, substitui a farinha por farinha de coco.

  3. MARIA FERNANDA DA SILVA TRINDADE

    VIVA, CLARA. CONHECE A RECEITA DO PÃO DOCE PARA PEQUENO ALMOÇO DO 24 KITCHEN? É REALMENTE MUITO BOM. POSSO ENVIAR-LHE A RECEITA É SUPER FÁCIL. SE QUISER É SÓ DIZER. ADIANTO QUE LEVA QUANTIDADES IGUAIS DOS TRÊS INGREDIENTES PRINCIPAIS. JÁ ENVIEI PARA O PROGRAMA DA CRISTINA.

    1. Olá Maria Fernanda. Ando com vontade de encontrar uma boa receita de pão doce. Pode dar a receita? Não encontrei no site do 24 kitchen…

  4. Olá Clara!
    Quero dar-lhe os Parabéns pelas sugestões culinárias que nos apresenta.
    Já fiz o bolo de Nutella e avelãs.
    É divinal!!
    Tanto na textura, sabor e facilidade de execução.
    Adorei.
    Continue com esse entusiasmo e competência. Desejo-lhe muito êxito.
    Bjinho grande

  5. Helena Sacadura Cabral

    Minha querida Clara
    Ambas gostamos de cozinhar e até temos, na mesma editora, um livro com o mesmo nome! Coisas que só acontecem com a Maria João Costa… nunca reagi porque gosto muito de si!
    Acho esta sua ideia excelente, porque sei que é uma “cozinheira” de mão cheia e acredito que a irá desenvolver, alargando o conceito..
    Vou ensaiar fazer algumas receitas e depois digo-lhe como ficaram. Até lá
    vou fazer publicidade ao seu canal no meu blog e no meu twitter.
    Um grande e terno abraço da Helena

    1. Olá Helena 🙂 que bom tê-la por aqui. Somos parecidas nisto até na forma como nos entregamos. Um grande beijinho para si! :*

  6. Agradeço as suas receitas que faço com regularidade.É o meu filho , sabendo que aprecio a sua cozinha que me oferece os livros. Costumo dizer-lhe sempre: a receita ê boa, é da Clara de Sousa….beijinhos.

  7. Ola Clara
    Adoro as suas receitas! Tenho experimentado algumas e são ótimas.
    A última que fiz foi a baguete e correu muito bem! Parabéns pela forma como explica e detalha cada uma….
    Adorava que indicasse algumas receitas de carne e peixe que possam ser congelados e de preferência económicos , adaptando-nos aos tempos difíceis que atravessamos!

    Obrigada

    1. Olá Teresa, eu penso que a maioria das minhas receitas é económica e também pode ser congelada. Há pouca coisa que não o possa ser. Eu no entanto não consigo ter essa disponibilidade para dar outras sugestões por falta de tempo, como sabe para mim é apenas um hobby e a minha profissão absorve grande parte do meu tempo. Mas espreite as receitas do site, tem muita coisa que certamente irá encaixar-se nesses parâmetros que indicou. Um beijinho e tudo de bom!

    1. Olá Clara.
      Fiz a receita, mas os meus cubinhos de chocolate não derreteram quase nada e ficaram colados no fundo da forminha….Fiquei com a sensação que a massa ficou muito doce. Será por ter ficado com pouco chocolate? Da próxima estou a pensar derreter todo os 200 g de chocolate ,o que acha?

      1. Olá Iara, deve ser da qualidade de chocolate que usou. Usou chocolate negro? O negro não derrete bem porque tem menos manteiga. Eu acho que não é necessário estar a juntar todo o chocolate à massa. Pode reduzir um pouco no açúcar se achou demasiado doce, retire 25g. A sua massa depois de bater estava bem fofa? E fez logo ou guardou no frio?

        1. Olá Clara. obrigada pela resposta tão rápida! Fiz com Chocolate de culinária da Pantagruel. Qual aconselha? A ideia é distribuir todo os restantes 100 g de chocolate pelas 6 for minhas, certo?
          A massa ficou bem fofa e coloquei logo no forno.

          1. O da pantagruel é o que eu uso mais e isso nunca me aconteceu, que estranho. Untou mesmo muito bem as bases das formas? Isso é mesmo muito importante e a farinha ou cacau para polvilhar também. A base tem de ser bem reforçada para evitar pegar. De qualquer forma, quando voltar a fazer pode partir cada pedacinho de chocolate em dois ou três para não ficar tão pesado e não afundar tão rapidamente.

  8. Ana Maria Ferreira

    Bom dia Clara. Como desenformar os petit gateau sem os desmanchar? Parece-me o mais dificil da receita. Tem um conselho? Obrigada

    1. Não Ana, nada difícil. Desde que estejam as formas bem untadas e enfarinhadas aquilo sai sem qualquer problema. Eu deixo uns segundos depois de retirar do forno, para não ser logo logo, coloco o prato por cima e viro. Se for necessário passar uma pontinha de faca nas extremidades passo, mas só mesmo em cima. Nunca tive nenhum que rebentasse.

      1. Filomena Batista

        Olá Clara! Depois que a ouvi dizer no programa da Cristina, que tinha publicado uma receita de petit gâteaux, fui logo pesquisar. Sou sua fã desde que foram publicados uns fascículos com um jornal, há uns anos atrás. Foi aí que aprendi a técnica de cozer o polvo! Obrigada pela partilha de tantas receitas e ideias de bricolage! A suspensão para vasos está nos meus planos. Um bem haja e obrigada! Beijinho!
        Filomena
        Aveiro.

  9. Almerinda Maltinha

    Bom dia Clara,
    Adoro as suas receitas, mas nesta suscitou me uma duvida. São 3 ovos ?
    É que parecida que no video colocou 6? Será que dobrou a receita ?
    Obrigada.Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.