Considerado o melhor pão-de-ló seco de Portugal, este clássico da doçaria nacional conquista todos com a sua massa levíssima.

A receita original do Pão-de-Ló de Margaride, usada pela casa Leonor Rosa da Silva, fornecedora da Casa Real e que o comercializa desde 1730, está guardada a sete chaves.

Esgravatei, esgravatei, mas não consegui essa receita… e por isso foi preciso encontrar outro caminho.

Esta versão é adaptada de uma receita antiga de Mª de Lurdes Modesto recolhida junto de habitantes de Felgueiras e o resultado não podia ser melhor. Ficamos com um pão-de-ló muitíssimo leve e fofo.

Basta olhar para o crescimento da massa desde que entra na batedeira até que fica pronta. Fofura garantida!

Tradicionalmente feito em forma de barro, com tampa, este pão-de-ló pode ser feito também nas formas de alumínio normais, sendo necessário também colocar uma tampa. A diferença está nos tempos de cozedura, já que no barro o bolo demora um pouco mais a cozer.

Esta forma de barro encontrei-a, por mero acaso, numa vista à Aldeia Típica de José Franco, perto de Mafra. Visitei a loja e ali estava ela!

São três peças: a forma, o copo para o buraco do bolo e a tampa.

A forma é tradicionalmente forrada com papel almaço, mas se não encontrarem paciência, usem papel vegetal.

Eu fiz nas duas formas, na de barro e também na de alumínio, uma bem grande, nº30 e por isso dupliquei a receita, como podem ver pela quantidade de ovos que uso no video.

O resultado ficou fantástico em ambas, o que significa que se não tiverem a forma de barro podem fazê-lo na mesma.

Lembrem-se de que este pão-de-ló de Margaride não conhece a faca. Faz parte da tradição retirar os pedaços de bolo à mão.

 

Foi o que eu fiz e o que todos fizeram, como o Paulo. Não havia facas por perto.

Este é um pão-de-ló para todo o ano, se bem que é um bolo tradicional da Páscoa, mas também é procurado no Natal.

Se estão longe de Felgueiras, sem poder comprar o original,  e se querem uma versão caseira fantástica… aventurem-se nesta belíssima receita.

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 30 MINUTOS
tempo de forno: 1 hora
tempo total: 1 HORA 30 MINUTOS
dificuldade: fácil
rendimento: 1 pão-de-ló
Considerado o melhor pão-de-ló seco de Portugal, este clássico da doçaria nacional conquista todos com a sua massa levíssima.

Pão-de-ló
de Margaride

margaride destaque
Considerado o melhor pão-de-ló seco de Portugal, este clássico da doçaria nacional conquista todos com a sua massa levíssima.
tempo de preparação: 30 MINUTOS
tempo de forno: 1 hora
dificuldade: fácil
rendimento: 1 pão-de-ló

Ingredientes:

  • 12 gemas + 3 ovos inteiros L
  • 225 g de açúcar
  • 1 colher de café de sal grosso
  • 100 g de farinha fina ou extra fina sem fermento (tipo 55)

UTENSÍLIOS:

  • batedeira eléctrica
  • forma de barro com tampa (ou em alternativa forma nº 30 de alumínio)
  • Papel Almaço (ou em alternativa papel vegetal)

Confecção:

  1. Bata os ovos com o açúcar e o sal na batedeira, em velocidade média, durante 15 minutos. Aumente para a velocidade máxima e bata durante mais 5 minutos. A massa vai crescer imenso!
  2. Peneire a farinha directamente para a massa e envolva delicadamente à mão, em movimentos circulares de baixo para cima, garantindo que a farinha é bem absorvida.
  3. Forre uma forma de barro para pão-de-ló (ou outra de buraco, grande) com folhas de papel almaço, inclinadas e ligeiramente sobrepostas.
  4. Verta a massa na forma, coloque uma tampa e leve a forno pré-aquecido a 200º C durante cerca de 1 hora ou até estar cozido.
  5. Retire do forno, retire a tampa e retire da forma depois de frio.

Notas:

  • Se não tiver a forma tradicional de barro, use outra, desde que seja grande (nº 30).
  • Se não tiver papel almaço, use em alternativa, papel vegetal, papel A4 normal ou papel de cenário. Pode, em alternativa, fazer este pão-de-ló untando apenas a forma com manteiga e polvilhando com farinha.
  • Na forma de barro, o tempo é entre 1 hora, 1 hora e um quarto. Na de alumínio serão cerca de 50 minutos. Antes de retirar o pão-de-ló do forno faça o teste do palito para confirmar que está cozido.
  • O pão-de-ló de Margaride não conhece a faca. É um bolo que se abre à mão.

Outras informações:

18 comentários para “Pão-de-ló <br> de Margaride”

  1. Ola boa noite D.Clara, eu fiz a receita do pão de ló no fim de semana e ficou óptimo. Os meus amigos adoraram… e foi ainda mais giro porque foi por acaso que encontrei a sua receita, andava à pesquisa de receitas de pão de ló em forma de barro, porque tinha uma para estrear que compramos nas férias e deparo me com a sua e qual a minha surpresa…a forma exactamente igual à minha e melhor comprada no mesmo sítio..aldeia de José Franco!!:-)) tirei fotos mas acho que por aqui não consigo enviar….mas adorei! Obrigada
    Beijinhos Ana Fernandes de Braga….

  2. Olá Clara, o pão de ló ficou uma delícia, estava com receio porque fiz com a batedeira manual mas correu muito bem e cá em casa adoraram!
    Obrigada pela partilha de receitas deliciosas!

  3. Olá Clara
    Cá em casa tenho dois fãs de pão de ló e faço de vez em quando, já experimentei várias receitas, já tinha visto esta, até pensei que já tinha experimentado, mas acho que não.
    O fã mais velho acha que o pão de ló é mais saudável do que os que levam óleos e manteigas, esquece das gemaaassss 😀 😀
    Uma coisa que não gosto nada é dessa parte do papel 😛 não gosto nada de ver o bolo todo agarrado e partir à mão ahahah gosto dos bolos direitinhos
    Beijinhos e bom domingo

  4. Olá Clara
    No mesmo dia fiz 2 vezes o seu pão de ló de Margaride mas acontece que ficaram ambos muito baixinhos, até aumentei as quantidades na segunda receita, (18 ovos) e bati sempre conforme está no seu video mas sem conseguir o efeito desejado. Porque será que depois da massa batida ao longo dos 20′ nunca consigo sequer encher metade da forma n°30???

    1. Olá Manuel. Ao bater os ovos com o açúcar a massa não cresceu? Que batedeira usa? Manual ou das grandes como a minha, com pinha larga? No video ficou com aquela quantidade toda porque fiz dois, mas deu para as duas formas grandes. Se vir a foto do Paulo Varanda é o tamanho com que cada um deve ficar.

      1. Olá Clara
        Penso que o problema estará mesmo na batedeira que não tem uma pinha como a sua. Ando mesmo para comprar uma batedeira nova para conseguir fazer melhor as suas apetitosas receitas.
        Fiz 2 folares de Páscoa e ficaram muito bons.

        1. Os ovos estavam à temperatura ambiente? Também convém Manuel. De qualquer forma acho que faz muito bem em investir numa batedeira de bancada. Não só lhe liberta as mãos, como é muito mais potente para tudo isto, além de amassar massas para levedar, coisa que com as varas torcidas da batedeira de mão menos potente não fazem tão bem. Acho que sim, tem óptimas opções no mercado a vários preços.

  5. Olá, quando faço o pão de ló ao retirar a forma de barro de cima o bolo está sempre colado, o que poderei fazer para que não se come?
    A minha forma é grande como a sua embora não seja envernizada, será por esse motivo?
    Obrigada por partilhar esta e outras excelentes receitas!

    1. Não me parece Rute, a menos que não a forre. Não a forra toda com papel? Se se cola à tampa é porque a massa é demasiada para a forma que tem. Ele cresce mas nunca me chega à tampa.

  6. Olá Clara boa tarde
    Gosto muito de si e das suas receitas.
    Tenho os dois livros seus
    Mas a minha questão é:
    Para fazer o pão de ló em formas de barro ,põe-se normalmente na prateleira do meio ,
    ou coloca se diretamente na base do forno???
    Essa é uma grande dúvida que tenho !
    E deixei de fazer pão de ló nas formas de barro porque punha na prateleira do meio,tapava com a outra forma cozia o tempo devido da receita ,mas quando já cozido não ficava com textura de pão de ló!!!
    Então passei a fazer com papel igual mas na forma de alumínio.
    Pode ajudar me nesta GRANDE dúvida por favor??
    Um GRANDE beijinho Clara

    1. Olá Sandra, eu nunca coloco a forma na base do forno, coloco sempre a meio, mais para baixo. Se não ficou com a textura que pretende ou é porque o forno não estava à temperatura correcta ou porque a massa precisava de ser mais batida. Viu o video do meu pão-de-ló? Viu como cresceu? Tem de ser assim se não não é a mesma coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.