Esta semana, uma coisa muito simples.
Molho barbecue.
É mais uma das utilizações que dou ao fumo líquido [pt/br: fumaça líquida].

O fumo líquido é muito usado nos Estados Unidos para dar um sabor fumado a alguns pratos, sobretudo carnes.

Todos sabem que o barbecue é quase um desporto nacional, mas nos lares norte-americanos o grill é quase sempre eléctrico ou a gás. Sem o fumo da madeira ou do carvão não se consegue aquele sabor especial a grelhado, e daí a necessidade do fumo líquido.

Em Portugal, só conheço duas lojas físicas que o vendem: a Liberty American Store e a Glood. Ambas aceitam encomendas online o que facilita a vida a quem vive mais longe. [NOTA: Não tenho qualquer relação com estas lojas – nem poderia ter enquanto jornalista – mas sei que é mais fácil indicar-vos os únicos locais onde o podem comprar se assim o entenderem.). Mas numa rápida pesquisa na internet encontram mais oferta. Basta escolher.

Este fumo líquido dura e dura. Muitas vezes uso-o para temperar bifes de frango ou peru quando os faço na frigideira. Só umas gotinhas e ganham um sabor fantástico.

No entanto, quem não o consiga adquirir, ou se não quiser usar, pode compensar usando uma paprika fumada em vez da paprika normal. Não terá o sabor tão acentuado a fumado, mas dará um ligeiro ‘toque’.

Rápido e simples de fazer, este molho barbecue tem o que é preciso: é doce, ácido, picante e fumado. E acreditem… é muito melhor do que a maioria dos molhos barbecue que encontramos à venda nos supermercados.

Este molho é perfeito para barrar o delicioso Entrecosto no Forno à Americana, um prato de forno, mas que sabe a churrasco!