Nada se compara ao molho de malagueta feito em casa.

Este é feito com malaguetas grandes, é muito picante quando se acaba de fazer, mas ameniza após uns dias, graças à acção do açúcar.

Vejam só esta cor maravilhosa!

Este molho conserva-se bem fechado dentro de um frasco e vai-se consumindo a gosto: em carnes, em peixes, marisco, arroz, massas… até num belo requeijão, como se de compota se tratasse. Só para quem gosta, claro!

Precisamos de malaguetas grandes às quais retiramos quase todas as sementes – podem optar por não o fazer para ficarem com um molho ainda mais potente.

Mesmo retirando a maioria das sementes, este molho fica muito picante nos primeiros dias, mas depois ameniza a intensidade do picante graças à acção do açúcar. Em vez de ficarmos com os lábios a arder, ficamos com uma sensação de ardor na garganta, perfeitamente tolerável.

Com malaguetas pequenas não testei, mas se são essas que têm podem fazer. As pequenas são mais danadinhas, mas o que é que isso interessa quando se gosta de picante?

É muito importante usarem luvas ao manipular as malaguetas. Eu própria sofri com esse erro de não usar nada e, apesar de lavar várias vezes as mãos, ao distrair-me e ao passar um dedo na vista, um dia depois, ainda fez arder. Por isso, se fizerem esta receita, usem MESMO luvas.

Precisamos também de um mini triturador, porque é fundamental que este molho fique mesmo bem triturado. Se conseguirem com uma varinha mágica, óptimo! É um pouco mais difícil, mas faz-se.

Este molho agridoce de malagueta é um sucesso e bate aos pontos qualquer molho semelhante de compra.