Simplicidade e beleza fazem deste folhado a sobremesa ideal para ocasiões muito especiais, com a vantagem de podermos prepará-la com antecedência.

O Dia da Mãe celebra-se todos os anos, em todo o mundo, mas as datas são diferentes de país para país.

Em Portugal a data assinala-se no 1º Domingo de Maio, mas a verdade é que nem sempre foi assim.

Até aos anos 70,  o Dia da Mãe era celebrado a 8 de Dezembro, dia da Imaculada Conceição ou Nossa Senhora da Conceição, a mesma a quem rezávamos para que não chovesse. Lembram-se?

“Nossa senhora da Conceição, faça sol e chuva não”

E repetíamos e repetíamos… mesmo que nem sempre funcionasse.

Aliás, já vos falei da devoção que a minha avó paterna tinha a esta santa, na receita Folar de Carnes da Filhagosa. Uma devoção de tal ordem que quis o destino que partisse durante o sono de 7 para 8 de Dezembro e o seu corpo fosse sepultado precisamente no dia da sua santa.

Mas voltando à data do Dia da Mãe…

Porque mudou de Dezembro para Maio?

A história conta-se rapidamente: a igreja quis que a data ficasse mais centrada nas celebrações da Santa Padroeira de Portugal e acertou com a Mocidade Portuguesa, algures na década de 70, que o dia da Mãe passasse a ser celebrado em Maio, mês de Maria. Isto porque tinha sido a Mocidade Portuguesa a instituir a celebração da data, nos idos de 50.

Tudo acertado, a data mudou inicialmente para o último domingo de Maio, mas não por muito tempo, já que no final do mês há outras celebrações muito importantes, como a Ascenção de Jesus e o Pentecostes.

A questão resolveu-se passando o Dia da Mãe para o 1º domingo, porque no início de Maio nada de especial acontece no calendário litúrgico.

Falando um pouco sobre esta receita

Com mais um Dia da Mãe à porta, investi este ano numa receita fácil, prática, muita linda e saborosa. É daquelas receitas em que “pára tudo” quando chega à mesa.

Além disso pode ser tudo feito com antecedência e montado só na hora de servir.

Adoro receitas assim!

Não adoram também?

Aqui temos frutos vermelhos/silvestres, creme de pasteleiro e açúcar em pó. Tudo isto pode esperar pelo dia. Até os frutos…

Quanto à massa folhada, também a podemos cozer de véspera.

Usem a rectangular para ser mais fácil de cortar.

Dobramos a massa, cortamos em 4 partes iguais e picamos de ambos os lados com os dentes de um garfo…

Cada massa faz 4 pedaços, para duas peças montadas, a menos que optem por fazer peças mais pequenas, para terem mais doses, mas já sabem que a massa folhada parece muito volumosa e depois puf!!!

No forno faz-se magia logo depois, sem pincelar, sem nada, basta o calor.

Depois de a massa arrefecer podemos montar a nossa pièce de résistance colocando creme de pasteleiro no meio, chantilly e frutos vermelhos no topo… e um pózinho de acúcar para deixar tudo mais bonito.

Lembrem-se de que o creme de pasteleiro e o chantilly devem estar bem frios para evitarem babar como este… se bem que até lhe dá alguma graça 😉

Como disse, tudo isto pode ser feito com antecedência o que é uma grande vantagem em dias em que não temos mãos a medir.

Outras receitas para o Dia da Mãe:

Veja o vídeo desta receita

Subscreva e comece a receber as newsletters em primeira mão

tempo de preparação: 30 MINUTOS + tempo de arrefecimento
dificuldade: fácil
doses: 4
Simplicidade e beleza fazem deste folhado a sobremesa ideal para ocasiões muito especiais, com a vantagem de podermos prepará-la com antecedência.

Mil-folhas com Creme
e Frutos Vermelhos

Mil folhas destaque site
Simplicidade e beleza fazem deste folhado a sobremesa ideal para ocasiões muito especiais, com a vantagem de podermos prepará-la com antecedência.
tempo de preparação: 30 MINUTOS + tempo de arrefecimento
dificuldade: fácil
doses: 4

Ingredientes:

  • 2 massas folhadas rectangulares
  • 200 ml de natas para chantilly
  • 50 g de açúcar em pó
  • frutos vermelhos/silvestres a gosto
  • acúcar em pó extra para polvilhar
Creme de Pasteleiro
  • 1 ovo inteiro
  • 2 gemas
  • 250 ml de leite
  • 40 g de farinha de trigo
  • 75 g de açúcar
  • ½ colher de chá de extracto de baunilha

UTENSÍLIOS:

Confecção:

Faça o creme de pasteleiro:
  1. Coloque 200 ml de leite ao lume, para ferver. Reserve os restantes 50 ml.
  2. Numa taça junte o ovo inteiro e as duas gemas, a farinha e o açúcar. Bata bem à mão com vara de arames. Junte o leite frio e depois o leite quente, em fio, sempre mexendo sem parar.
  3. Coloque a mistura de novo no tacho e leve a lume médio, sempre mexendo, até o creme engrossar. Finalmente, já fora do lume, envolva o extracto de baunilha e deixe arrefecer. Guarde no frigorifico até usar.
Faça os folhados:
  1. Dobre cada massa folhada ao meio, calque com as mãos para ajudar a unir, e corte em 4 partes iguais. Pique com um garfo de ambos os lados, coloque num tabuleiro com papel vegetal e coza em forno pré-aquecido a 200º C durante 15 minutos, mudando os tabuleiros de posição a meio do tempo.
  2. Passados os 15 minutos, vire os folhados e coza durante mais 5 minutos, para ficarem bem sequinhos. Retire do forno e deixe arrefecer totalmente.
Faça o chantilly:
  1. Bata as natas com o açúcar em pó até ter um chantilly robusto.
Monte o mil folhas:
  1. Coloque uma massa num prato, cubra com creme de pasteleiro, coloque por cima outra massa.
  2. Cubra com chantilly e frutos vermelhos.
  3. Polvilhe com açúcar em pó e sirva.

Notas:

  • Faça o creme de pasteleiro de véspera e guarde no frio.
  • Faça os folhados de véspera ou umas horas antes e depois de arrefecerem guarde-os num local seco à temperatura ambiente.
  • O chantilly deve ser batido na hora, com as natas bem frias. O caseiro é de maior qualidade, mas pode usar chantilly de lata.

Outras informações:

14 comentários para “Mil-folhas com Creme <br> e Frutos Vermelhos”

  1. Sempre boas receitas, sempre boas dicas. Clara admiro-a pessoal e profissionalmente e questiono me como tem tempo ainda para aqui estar. Tenho feito varias receitas suas.. Desde o pernil, as bochechas, a tarde de noz… sei la.
    Nao a maço mais mas quero desejar lhe tudo de bom e um beijinho com muito carinho…

    1. Nem me diga nada Bruno. Estou com muito gosto mas roubando muito ao meu tempo de descanso. Sempre que não puder não faço, mas até agora tenho conseguido. Que bom que gosta 😉 obrigada!!

  2. Olá, muito, muito, mas muito bom.
    até gostaria de colocar a foto do final mas não consigo.
    Até fiquei orgulhosa de mim mesma

    1. Não faz mal Carina, se quiser partilhe comigo por FB. Ou envie por mail. O importante é que tenha gostado e se sinta orgulhosa, isso é fantástico! Parabéns!

  3. Ola Clara,resolvi fazer a sua receita,,mas só com o creme de pasteleiro e tambem ficaram otimos!!!
    Obrigada pela receita!
    Um bem haja a partir de Hamburgo
    Carla

  4. Olá Clara e, feliz dia da Mãe!
    Fiz como sobremesa do almoço, o mil-folhas de frutos vermelhos, bem…, uma delícia
    Obrigada pela partilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.