Tenho de admitir que sempre que vou a um restaurante mexicano não resisto a acompanhar a refeição com margaritas. Nesse dia não há vinho, não há cerveja, não há sumos, fico-me pelas margaritas e água para finalizar.

Mas a verdade é que não temos de sair de casa para beber boas margaritas. Podemos fazê-las porque são muito simples, têm poucos ingredientes. Fácil.

Só há um senão. De todas as vezes que temos de fazer uma, lá temos de estar a ir buscar o espremedor, a abrir a lima e ou o limão e a retirar-lhes o sumo. Então se tivermos de fazer mais do que uma, para uma quantidade de amigos que metem o braço no ar quando perguntamos “Quem quer uma Margarita?”… bom, então já sabemos que vamos perder algum tempo na cozinha.

Pois isso acabou! Acabou de vez, porque hoje vou mostrar-vos uma forma simples de adiantar o processo.

Seja para um, para dois, ou para uma multidão, podemos fazer a mistura para Margarita com antecedência para facilitar o processo no dia em que as fazemos.

Só temos de espremer as limas e os limões [as minhas limas já estavam mais para lá do que para cá mas ainda consegui salvar todo o sumo do seu interior].

Na hora também diluímos o açúcar na água, com uma fervura ligeira. É tudo muito rápido.

Esta calda faz 650 ml.

Depois de esfriar, colocamos numa garrafa de litro, misturamos os sumos – de preferência usando um coador para não ter resíduos de polpa – e guardamos no frigorífico.

Os puristas dirão que misturar água nem pensar. Pois eu digo que quem quiser reforçar na dose de álcool pode fazê-lo, mas esta mistura faz excelentes margaritas, para mim está mesmo no ponto, tem todo o sabor, alivia-nos o trabalho no próprio dia e não ficamos k.o. após a primeira.

Estão comigo? Então continuem a ler…

Esta mistura dá para 23 margaritas e conserva-se uma semana no frigorífico, mas se quiserem, podem dividi-la em porções menores, por exemplo, dose para 2 ou dose para 6, e congelar. No congelador ela aguenta-se durante uns 3 meses. Quando for para usar, retiram-na de véspera para o frigorífico para descongelar e no dia já está prontinha.

Depois é só fazer a Margarita no copo ou num jarro… e siga a festa!

Ah, já agora… se alguém não gostar muito de Margaritas e preferir um cocktail tropical espreitem o Rum Punch, o cocktail mais bebido por quem visita as Caraíbas.