Forno! Forno! Forno! Quando chegam os dias mais curtos, as noites mais longas, o tempo mais frio e chuvoso, só me apetece fazer comida de forno… e se for fácil e deliciosa como esta ainda melhor.

Aqui por casa tenho homens com muito apetite. Todos repetiram este prato, o que levou a um pequeno debate sobre a questão das doses nas receitas, já que eu estava a tentar chegar à conclusão sobre quantas pessoas esta receita consegue servir. Decidi que o melhor seria referir 6, uma vez que vai ser muito difícil não repetir.

Esta é uma receita de inspiração italiana, uma versão de forno da famosa Pasta alla Napoletana, mas aqui enriquecida com uma mistura de três queijos para ter uma textura cremosa, além daquele efeito irresistível dos fios de queijo derretidos, na hora de servir. Mamma Mia!

Precisamos destes ingredientes

Mas atenção, podemos fazer várias substituições tal como refiro mais abaixo.

Que substituições?

  • MACARRÃO GRANDE – usem outro macarrão ou outra massa tubular de tamanho médio ou grande.
  • CARNE PICADA – vermelha ou branca. Crua ou pré-cozinhada, por exemplo, aproveitamento de frango assado. Para um prato ovolactovegetariano retirem a carne ou façam a Bolonhesa Vegetariana.
  • MOLHO DE TOMATE – não usem polpa de tomate. Usem um molho temperado, caseiro ou de compra. Aqui usei o Molho à Napolitana com cebola e cenoura, mas qualquer outro serve.
  • QUEIJO RICOTA – na falta optem por Mascarpone,  Quark, Cottage fresco ou Requeijão. São as melhores alternativas em termos de textura e sabor. Também poderão usar queijo-creme simples misturado com natas ou iogurte grego.
  • PARMESÃO RALADO – o Grana Padano é o que uso regularmente, sendo commumente visto como um parmesão de menor qualidade. Serve perfeitamente. Em alternativa podemos usar o nosso Queijo da Ilha ralado, tal como um Manchego ou um Cheddar envelhecido.
  • MOZARELA RALADA – qualquer outro queijo ralado que tenha um sabor pouco intenso e que faça fios funciona. Mas mozarela é mozarela!
  • MANJERICÃO – salsa, coentros, cebolinho ou tomilho são as melhores alternativas.
  • MISTURA DE ERVAS ITALIANAS – é um tempero de ervas secas com orégãos, alecrim, salsa, tomilho e manjericão. Nalguns casos também usam estragão ou salvia. Se não encontrarem usem apenas orégãos ou façam a vossa própria mistura.
ONDE ESTÁ A RECEITA ESCRITA COM AS QUANTIDADES?

A receita deste Macarrão no Forno com Carne Picada, Molho de Tomate e 3 Queijos, bem explicada, com todos os pormenores, está mais abaixo, logo depois do video, e podem imprimi-la se quiserem.

Passo-a-Passo

Esta receita leva 45 minutos a ficar pronta e é toda feita em sequência, não temos pausas.

Começamos por cozer o macarrão em água a ferver com sal.

Retiramos dois minutos ao tempo indicado na embalagem, a menos que a embalagem refira um tempo mínimo e máximo, por exemplo 11 – 13 minutos. Neste caso optamos pelo tempo mais baixo já que é esse o tempo para ter uma massa al dente.

Enquanto a massa coze, cozinhamos a carne num pouco de azeite…

virando e revirando até ficar cozinhada mas ainda ligeiramente rosada.

Retiramos a massa da água, bem escorrida, e envolvemos um fio de azeite para que não se cole.

Noutra taça fazemos a mistura de queijos, ovo e temperos.

E juntamos tudo ao macarrão: a mistura de queijos e temperos, o molho de tomate e a carne, envolvendo bem mas com cuidado para não ferir a massa.

Transferimos para um tabuleiro, alisamos o topo, por cima espalhamos uniformemente a restante mozarela e parmesão.

Segue de imediato para o forno a 190º C em modo normal ou ventilado até dourar no topo – não usem a função gratinar. O meu fica no ponto após 15 minutos, mas dependendo dos fornos pode levar um pouco mais.

Polvilhamos com o restinho reservado do manjericão picado e vai de imediato para a mesa.

Sobras podem ser congeladas ou guardadas no frigorífico, em recipiente com tampa, até 5 dias e reaquecidas no forno ou no microondas.

Posso fazer com antecedência?

Sim, podemos fazer tudo tal como está, sem levar ao forno. Basta cobrir com película e folha de alumínio e congelar até um máximo de dois meses. Para servir, deixamos descongelar de um dia para o outro no frigorífico e levamos ao forno normalmente. Sendo cozinhado assim, mantém toda a frescura.

SE GOSTARAM DESTA RECEITA