A receita das avós italianas, com limões biológicos, do licor de limão mais famoso e apreciado do mundo.

Mamma mia! Limoncello!

Qual Rosinha dos limões tenho andado a mimar muito o meu limoeiro com os nutrientes de que precisa, para conseguir ter bons limões ao longo do ano.

Ele é pequenino, mas está cada vez mais forte e este ano deu-me uns bons quilos de limões.

Agora, chegados quase a Outubro, já tem uma nova leva de filhotes em crescimento… e eu a vê-los crescer.

Encontrar limões biológicos não é difícil, mesmo na cidade. Se querem fazer esta receita têm mesmo de usar biológicos. Primeiro porque têm mais sabor. Depois porque se descascam sem dificuldade, retirando apenas a parte amarela, sem nenhuma parte branca, para não ter qualquer sabor amargo. Tentar fazer isto com outros limões é o cabo dos trabalhos. E o sabor e a cor… não são os mesmos.

Também é fundamental usar álcool etílico. Etanol. Não é o álcool comum. É um álcool com 96% de volume, sem cetrimida, adequado para consumo. Vende-se nas farmácias e parafarmácias referindo sempre que é para fazer licor, ou seja, para consumir. Quando não têm em stock eles encomendam. É carote mas compensa, porque mesmo assim o limoncello sai mais barato do que o bom limoncello que encontramos à venda.

Em Portugal não consegui encontrar o álcool de cereais tão usado para estes licores – nomeadamente no Brasil – mas se conseguirem… perfeito.

Há receitas que optam por usar vodka, já que a vodka é mais fácil de encontrar. De facto, a vodka tem um sabor neutro e é a melhor opção para esta receita, já que não terá o travo mais forte deste álcool puro, de que muitas pessoas não gostam. Se optarem pela vodka, espreitem as notas no final da receita.

Depois de uma infusão de 20 dias, o limoncello está pronto a finalizar, mas ainda terão de passar, pelo menos, mais 20 dias – ou até meses – até o podermos beber. Eu sei, eu sei… é difícil esperar, mas num limoncello acabado de fazer, o álcool domina tudo, tem um sabor agressivo, e o que queremos é que seja o sabor do limão a brilhar, com suavidade, nas nossas papilas gustativas. Para que isso aconteça é preciso termos paciência e deixá-lo maturar – quanto mais tempo melhor.

Depois disso, terão um fantástico limoncello para bebericar sempre que vos apetecer.

Ah… Sempre bem gelado! E quando digo gelado, é mesmo gelado. Congelador com ele!

Salute!

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 20 minutos + 20 dias de infusão + 20 dias de maturação (ou mais)
dificuldade: fácil
rendimento: ~3 litros
teor alcoólico: 30% vol
A receita das avós italianas, com limões biológicos, do licor de limão mais famoso e apreciado do mundo.

Limoncello
(Licor de Limão Italiano)

DESTAQUELimo
A receita das avós italianas, com limões biológicos, do licor de limão mais famoso e apreciado do mundo.
tempo de preparação: 20 minutos + 20 dias de infusão + 20 dias de maturação (ou mais)
dificuldade: fácil
rendimento: ~3 litros
teor alcoólico: 30% vol

Ingredientes:

  • 10 limões biológicos
  • 1 litro de álcool etílico 96% vol, sem cetrimida
  • 2 litros de água mineral ou filtrada
  • 800 g de açúcar
ou
  • 10 limões biológicos
  • 1 litro de álcool etílico 70% vol, sem cetrimida
  • 1,5 litros de água mineral ou filtrada
  • 700 g de açúcar
ou
  • 10 limões biológicos
  • 1 litro de vodka 40% vol
  • 1 litro de água mineral ou filtrada
  • 600 g de açúcar

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Retire a casca aos limões, apenas a parte amarela, sem a parte branca.
  2. Coloque as cascas num frasco hermético, bem limpo. Junte o álcool. As cascas têm de estar totalmente cobertas. Feche muito bem e deixe em infusão durante 20 dias num local fresco e escuro.
  3. Passados os 20 dias, leve a água ao lume. Quando começar a ferver, desligue e junte o açúcar. Mexa com uma colher de pau para dissolver. Deixe arrefecer totalmente.
  4. Quando a mistura de água e açúcar estiver fria junte-lhe o líquido da infusão, passando por um coador, mas mantendo as cascas no frasco. Verta 1 copo de água às cascas, agite para libertar restos da infusão e verta também na água.
  5. Coloque o limoncello em garrafas, feche muito bem as tampas, e coloque as garrafas no mesmo local fresco e escuro onde as cascas estiveram em infusão. Deixe o limoncello maturar desta forma durante 20 dias.
  6. Depois de o limoncello maturar, coloque-o no frio – no congelador ou frigorífico. Beba sempre gelado.

Notas:

  • O Limoncello conserva-se à vontade durante um ano ou mais, no frio.
  • No caso de optar por vodka com um teor de álcool de 40% junte apenas um litro de água e ficará a 20% o que já é aceitável para um licor. Neste caso – dependendo do congelador – corre o risco de congelar. Faça um teste. Se não congelar, perfeito! Se congelar, guarde-o no frigorífico e transfira-o para o congelador duas ou 3 horas antes de o beber para gelar mais um pouco. Depois volte a conservá-lo no frigorífico.

Outras informações:

36 comentários para “Limoncello <br> (Licor de Limão Italiano)”

    1. Não Mari. Este é o normal. Cem cetrimida é mais caro e tem de dizer na descrição de produto que é sem cetrimida. Sugiro que faça com vodka. Melhor sabor. Mais barato. Eu agora só faço com vodka.

  1. Olá Clara fiz com álcool de cereais 96o ainda está maturando. Será que depois de pronto, para só presentear no Natal posso deixar fora do refrigerador ?
    Vou viajar nessa época e quero levar. Quanto tempo ele dura antes de refrigerar ? Obrigada

  2. Olá, tudo bem?

    Adorei a receita! Está de parabéns!!!
    Gostaria de saber qual é a validade do produtos, depois de pronto

    Muito obrigado

    1. Sim Francisco, mas pessoalmente acho que nem valerá muito a pena. Penso que se fizer tudo igual ainda terá um licor com bastante teor alcoólico.

      1. Júlio César da Stein

        Olá fiz aqui no Brasil a receita com álcool a 70% e com 45% de água (1,500ml) ficou perfeito. Também fiz a sua outra receita de álcool 40% e com 60% água (600ml) esse de 40% ficou horrível…um xarope muito doce, até a cor é diferente.
        Vc tem duas receitas bem diferentes para o mesmo produto.
        O 70% fica igual só italiano… ótimo!

  3. Muito obrigado pela partilha Clara, sem dúvida a dica da vodka é maravilhosa nesta altura do Covid. tenho o meu a maturar, se o sabor for tão bom como a cor promete. Muito sucesso e boa onda no coração

  4. Antonio Lopes Neto

    Ainda sobre o limoncello, aprendemos com um chef italiano radicado no Brasil colocar na infusão, 13 grãos de café e até 15 folhas do limoeiro, por litro de álcool, para dar mais cremosidade e perfume ao licor.
    Obrigado

      1. Não são grãos. O grão está em bruto e é o que depois vai para moagem. Grânulos já é um preparado para diluição instantânea no líquido.

  5. Antonio Lopes Neto

    Olá, Clara, bom dia!
    Sou foi Brasil e acompanho as suas receitas. Fizemos a infusão das cascas com álcool de cereais que é fácil de encontrar por aqui, pois no estado em que moro, Minas Gerais, é tradição fazermos licores de diversas frutas. Temos um limoeiro siciliano plantado em nosso terreno e que dá quilos de limões todos os anos e agora vamos poder aproveitar mais deles fazendo licores durante a safra, além de cubos do sumo congelados para sempre termos para as diversas utilizações. Obrigado pelas receitas maravilhosas que pública em sua página. Felicidades

    1. Obrigada António! Que bom que encontra aí o álcool indicado, aqui em Portugal não há mesmo. Sobre o café, é uma nota aromática interessante, mas isso já é avanço de chef, as avós italianas não sei se iam gostar ahahahahah. Um beijinho grande e tudo de bom!

    1. Olá Ana, pode retirar o sumo e manter num frasco no frigorífico até duas semanas e ir usando para temperar saladas ou fazer limonada. Também pode congelar o sumo em cuvettes de gelo e ir adicionando a água para água aromatizada, ou pode cortar em rodelas, colocar direitinhas num tabuleiro para congelar e depois de congeladas guardar num saco e ir usando também em bebidas, da mesma forma que usaria fresco. Em relação ao limão que fica depois de retirar o sumo pode usar para limpar torneiras, como pode ver num “sabia que” que eu já publiquei, ou meter alguns numa taça com água e colocar no microondas uns minutos para limpeza do microondas. Para já é disto que me lembro 😉

  6. Boa noite
    Eu comprei álcool de cereais a 40% no Porto, na casa Chinesa que fica na Rua Sá da Bandeira.
    Cada garrafa de 1/2 l ficou a 15€
    Vou agora experimentar fazer o licor….lol

      1. Dina, há nalgumas farmácias, mas agora não encontra álcool de nenhum género em lado nenhum. O meu conselho é que faça com vodka. Acaba até por ser melhor de sabor.

  7. Boa tarde Clara,
    O álcool etilico sem cetrimida utilizado é álcool Puro independentemente da % nas várias variantes de limoncello indicadas, estou certo ?
    Obrigado
    Carlos Batista

    1. Sim Carlos, mesmo assim tem aquele travo a álcool. O ideal para isto seria álcool de cereais mas cá não encontrei. Se fizer com vodka fica com menos graduação mas tem um sabor mais suave.

    2. Bernardo Araújo Pimentel

      Vi aqui, obrigado!
      Para fazer o Mandarinetto é a mesma idéia?
      Apenas substituo as casas de limão siciliano por tangerina?

  8. Luís Carlos Fernandes

    Olá Clara.estou a fazer um licor com casca de limão e outro com casca de laranja….este fica com uma cor fantástica.Obrigado

          1. Olá clara! Fiz o limoncello com o álcool a 96. Segui a receita tal e qual e ficou pronto na Páscoa. Desde então está no congelador. Entretanto fui prová-lo e está para lá de potente Há forma de o diluir ou tem de decorrer mãos tento até ser bebível? Obrigada

          2. Pode juntar água mineral Catarina. Eu entretanto tenho feito com vodka, para evitar que fique tão forte. Da próxima pode tentar mudar, até é mais fácil e tudo de encontrar.

      1. Boa tarde Clara, em relação á validade começa a contar desde que se abre 1ano ou se estiver numa garrafa fechada, bem condicionada já está a contar? Obrigada

        1. Carolina isto dura e dura… um ano é apenas um valor que se aponta, a partir do momento que se abre. Se ainda não fez aconselho-a a usar vodka, porque não vai ficar com um sabor amargo do álcool.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.