Em pleno verão e com tantos de vós já de férias, ou em vias de estar, aposto mais uma vez numa receita que certamente vai deixar muito satisfeitos os miúdos que já terminaram as aulas e que estão mais presentes em casa à hora das refeições.

Decidi-me esta semana pela famosa carne de porco desfiada servida em pão de hambúrguer. Como a versão original exige longas horas no churrasco ou no forno, optei por uma versão mais rápida para quem não goste de ligar o forno em tempo de calor, ou por razões de poupança, ou não tenha forma de a fazer no churrasco. Não é a mesma coisa, mas é uma versão bastante honesta e saborosa.

A história do porco desfiado (Pulled Pork)

A carne de porco desfiada “nasceu” no estado norte-americano da Carolina do Norte, a terra dos churrascos.

Tudo começou há cerca de 500 anos com a colonização espanhola das Américas: os índios Taíno, os primeiros nativos americanos a povoar as Caraíbas, costumavam cozinhar carne e peixe numa estrutura de varas de madeira verde assentes sobre brasas e fumo. Os espanhóis chamaram-lhe barbacoa, uma corruptela do nome nativo, que rapidamente se tornou popular na América do Norte, dando origem à tradição local do churrasco.

Os bovinos eram a principal fonte de carne, mas os suínos, levados pelos colonos, tornaram-se a opção preferida, uma vez que eram mais adequados ao clima e ao ambiente e muito mais fáceis de manter.

O animal era assado inteiro a baixa temperatura, num processo que demorava uma noite inteira e, no dia seguinte, a carne estava suculenta e ligeiramente fumada, envolta na sua pele estaladiça, sendo depois puxada e desfiada.

Esta técnica acabaria por conquistar o mundo.

Que corte usar?

Por regra usa-se a pá (ombro) com osso, mas gosto muito de usar o cachaço, com óptimos resultados, já que é uma carne de grande qualidade e sabor, com um bom equilíbrio entre gordura e músculo.

Quais os ingredientes?

À excepção do fumo líquido, que podem dispensar, estes são ingredientes comuns nas nossas despensas…

E aqui os ingredientes necessários para a finalização.

Podem usar molho barbecue de compra, mas se quiserem fazer o vosso molho barbecue caseiro, que podem ver na foto de cima, encontram a receita AQUI.

É o molho que também uso no maravilhoso Entrecosto no Forno à Americana.

Onde está a receita escrita com as quantidades?

A receita deste Hambúrguer de Porco Desfiado, bem explicada, com todos os pormenores, está mais abaixo, logo depois do video, e podem imprimi-la se quiserem.

Vamos lá ao passo-a-passo!

Começamos por secar uma peça de cachaço de um quilo com papel de cozinha e cortá-la em 4 pedaços idênticos, sem retirar quaisquer gorduras, que são importantes para a textura e sabor.

Depois fazemos a marinada seca…

e passamos a carne por ela para cobrir todos os lados. Deixamos descansar entre 30 minutos a uma hora.

Para esta receita rápida precisamos de uma panela de pressão, onde selamos a carne em azeite, de todos os lados…

Precisamos que fique muito bem dourada ao ponto de apresentar partes mais queimadas, para ter um sabor o mais perto do original de churrasco.

Depois de retirarmos a carne e de deglacearmos (desincrustarmos) a panela com o vinho, para soltar ao máximo o que ficou agarrado no fundo, juntamos o molho inglês, o fumo líquido (se o tivermos), os pedaços de carne e a água. Podem usar caldo caseiro se preferirem.

Tapamos e assim que o pipo começar a rodar baixamos o lume para o mínimo e deixamos cozinhar durante 1 hora e 15 minutos.

Sendo uma cozedura com açúcar há tendência para que o líquido reduza mais rapidamente, por isso é tão importante que o lume não esteja muito forte para não queimar.

Terminado esse tempo desligamos o lume e deixamos mais uns 10 minutos para perder o vapor.

Depois disso retiramos a carne e o molho para um tabuleiro largo para a podermos desfiar ainda quente com a ajuda de um garfo.

Naquela fase em que a carne está quase pronta para retirar da panela, barramos os pães de hambúrguer com um pouco de manteiga e douramo-los numa frigideira ou chapa secas.

Apenas douramos a face interior, nunca as partes exteriores.

Com os pães dourados e a carne desfiada só temos de montar os hambúrgueres colocando alface, ou uma mistura de alfaces, na base. Por cima uma dose bem generosa de carne desfiada, mais uma dose bem generosa de molho barbecue – se quiserem acrescentar maionese também fica óptimo – e finalmente alguma cenoura ripada ou couve-roxa, fechando com a parte de cima do pão.

Se gostarem muito, também liga muito bem aqui uma bela fatia de queijo cheddar. Fica ao vosso critério.

Este Hambúrguer de Porco Desfiado pode servir-se simples ou com acompanhamento. Aqui em casa todos preferem a batata frita em palitos.

Não é muito complicado pois não? Então avancem sem medo e surpreendam a pequenada.

Na verdade, até os adultos adoram. Quem não?

SE GOSTARAM DESTA RECEITA