Depois de uns dias fora, regressei a casa e tinha uns kiwis na fruteira que já estavam a amolecer um pouco. Como sabia que já não iria comê-los decidi descascá-los, cortá-los em quartos e guardá-los no congelador para uma receita que me ocorresse no futuro.

Num sábado de calor lembrei-me que poderia usá-los para fazer um gelado para a sobremesa do almoço. Optei pelo leite de coco em vez das natas e por geleia de agave, já que, sendo o meu pai diabético, queria que ele também o pudesse comer.

Acabou por ser uma óptima opção. Ficou perfeito.

Este gelado pode ser feito com outras frutas, fica ao vosso critério. Manga, papaia, pêssego são opções fantásticas.

Para adoçar podem usar açúcar se não tiverem problemas em relação a isso, mas para quem esteja a tentar perder peso ou seja diabético, o ideal é usar um adoçante. Quanto mais doce a fruta menos adoçante será necessário. E se, mesmo assim, quiserem cortar também nisso, uma banana madura e docinha também é uma excelente opção.

Gelado kiwi

A minha máquina de gelados com compressor é uma ajuda preciosa para me poupar trabalho, mas quem não tenha máquina pode colocar tudo dentro de um recipiente no congelador e ir mexendo e raspando com um garfo a cada meia hora, para evitar a cristalização. O gelado ficará pronto entre duas a três horas.

Não deixem de experimentar.

Sem açúcar refinado, sem gordura, sem lacticínios. Este gelado de fruta é o remate perfeito para uma refeição, sobretudo nos dias mais quentes.

Nesta linha de gelado de baixas calorias poderão também gostar do Gelado de Framboesa e Iogurte.