Dias quentes pedem receitas frescas e este gelado não podia ser mais refrescante.

Não é muito doce, o sabor do coco é muito suave e conjuga-se muito bem com o sumo fresco da lima.

Fiz este gelado no tradicional almoço de sábado com o meu pai e, sendo ele diabético, optei pelo açúcar de eritritol e stevia, o tal que também usei no Petit Gâteau (para diabéticos e não só).

No entanto, sendo um gelado de coco, fica perfeito com o açúcar de coco que é tolerado e usado por muitos diabéticos. Deixo nas vossas mãos a que considerarem a melhor opção.

Como tenho uma máquina de gelados com compressor, comecei a fazer este gelado uma hora antes… e estava pronto a comer no final da refeição.

Se não tiverem este tipo de máquina, devem fazê-lo com mais antecedência para ter o seu tempo no congelador. A solução é mexer a mistura de meia em meia hora – mexer mesmo bem para impedir a formação de cristais.

Penso que há uma opção que pode funcionar também muito bem, nomeadamente para quem tem uma Bimby ou um processador potente.

Podem colocar a mistura em cuvetes de gelo e depois de estarem congeladas, colocarem os cubos no copo, triturarem muito bem e servirem de imediato. Convém ser um copo largo, já que os copos liquidificadores são demasiado estreitos e têm uma lâmina muito pequena.

Depois de feito é servir rapidamente antes que comece a derreter, como este, que teve de ficar à minha espera para tirar estas belas fotos.

Se o coco não é do vosso agrado, vejam as minhas outras receitas de GELADOS e escolham a que mais gostam.