Nos últimos tempos, muitas pessoas têm-me pedido receitas económicas e de preferência feitas no fogão, devido à apertada gestão do orçamento familiar, especialmente agora que o cabaz alimentar está mais caro do que nunca.

Sabemos que não é fácil ter de fazer escolhas para esticar o salário até o final do mês sem deixar faltar nada essencial, mas é possível com um pouco de criatividade, mesmo quando temos menos tempo e precisamos de encontrar soluções.

É por isso que hoje partilho convosco uma receita de frango bem cremoso com acompanhamento incluído. Tudo feito num único tacho, directamente do fogão para a mesa.

Além disso, ainda estamos no inverno, e nos dias e noites mais frios, não há nada melhor do que um bom prato de comida reconfortante e rápida. E se essa refeição a baixo custo tiver um toque refinado e uma textura cremosa, melhor ainda, certo?

Quais os ingredientes?

Os ingredientes são básicos e acessíveis.

  • um frango inteiro que fica mais em conta e só precisamos de o desmanchar – eu ensino como AQUI
  • caldo de frango feito com ossos e peles – ensino como AQUI
  • vinho branco para deglacear o tacho e incorporar alguma acidez
  • batata, cenoura, cogumelos cortados, para uma refeição completa
  • cebola, alho, tomilho e louro para dar mais sabor
  • azeite
  • farinha e natas de culinária para criar uma textura cremosa
  • sal e pimenta-preta
  • salsa ou coentros para polvilhar no final e dar frescura

Tudo por 9 euros!

Acreditem! Para fazer escolhas económicas sem sacrificar a qualidade, as marcas próprias dos supermercados são bastante competitivas. É também possível encontrar bons vinhos em promoção a cerca de 3 euros por garrafa – só precisamos de 250 ml para esta receita.

Feitas as contas, esta receita para 4 pessoas fica em 9 euros, apenas 2,25 euros por pessoa, excluindo o gasto com gás ou electricidade.

Passo-a-passo

Para criar este prato delicioso, começamos por desmanchar o frango, que temperamos logo com sal e pimenta-preta.

Com os ossos do peito e das costas, mais alguns pedaços de pele, fazemos o caldo.

Enquanto o caldo ferve, cortamos os legumes

e preparamos os restantes ingredientes, para que tudo esteja pronto a entrar, sem esperas. Chama-se a isto mise en place e é um método fundamental de gestão e organização quando se está a cozinhar.

Com tudo organizado, aquecemos azeite no tacho e douramos o frango de ambos os lados. Aqui usei uma frigideira de ferro larga e alta que é perfeita para esta receita.

Retiramos o frango e, no mesmo tacho douramos os cogumelos.

Retiramos os cogumelos e no mesmo tacho colocamos mais um pouco de azeite a que juntamos as batatas, cenouras, cebola e alho.

Quando as batatas estiverem ligeiramente douradas, juntamos a farinha e deixamos cozinhar por mais um minuto.

Depois regamos com o vinho, raspando o fundo do tacho para soltar tudo o que está agarrado e que é 100% de sabor – chama-se a isto deglacear.

Finalmente acrescentamos o caldo, o tomilho, o louro e o frango, cozinhando tudo por mais 20 minutos até que o frango esteja cozido – basta verificar se a temperatura interior está a 73º C. É a temperatura mínima de segurança. Mais pode ser. Menos é que não.

Quando o frango estiver pronto, juntamos os cogumelos e as natas, ajustando o tempero de sal e pimenta, se necessário.

Finalmente, polvilhamos com salsa ou coentros picados e servimos de imediato.

Vejam bem esta cremosidade! Fica uma delícia. Cá por casa já me pediram para voltar a fazer…

Gosto de servir este prato com pão torrado para absorver este molhinho bom e sentir o conforto desta refeição aconchegante.

Não há nada melhor para aquecer o corpo e a alma num dia mais frio!

Onde está a receita escrita com as quantidades?

A receita bem explicada, com todos os pormenores, está mais abaixo, logo depois do video, e podem imprimi-la se quiserem.

SE GOSTARAM DESTA RECEITA