Para muitos é o prato mais simples e de maior conforto. Um clássico intemporal que fica pronto em pouco mais de meia hora.

Não imaginam a quantidade de pedidos que tive para fazer este prato.

Admito que me deixou perplexa.

Como assim? Acham que alguém precisa mesmo de saber como se faz o prato mais simples de sempre?

E a resposta era sempre: sim.

Muito bem, não custa nada. Vamos a isso!

Só tive de montar o tripé para filmar e ter a máquina fotográfica por perto… e nesse dia, cá em casa, comeram-se as famosas ervilhas com ovos escalfados numa versão com chouriço para os carnívoros e numa versão sem chouriço para a minha filha vegetariana que adora este prato. É aliás uma das opções para o Natal. Ela fica feliz e não me dá nenhum trabalho.

Então o que há a saber?

As ervilhas. Uso congeladas.

O chouriço. Uso um bom chouriço de carne ou, na falta, linguiça, que foi aliás o que usei desta vez. Mais o azeite, a cebola, o alho, o tomate, a polpa, a folha de louro, o vinho branco e a água. O sal e a pimenta. Ah! E os ovos, claro. Estes eram biológicos vindos do galinheiro de uma amiga minha.

Ora… que mais?

Refogado, o normal, nada de mais.

O chouriço pode também ser colocado no refogado para libertar mais sabor ou ser adicionado depois, depende se gostam com um sabor mais ou menos acentuado.

Depois o tomate e a polpa, que têm de cozinhar um pouco para apurarem bem. Finalmente, o vinho, ervilhas e água, mais ou menos água, consoante gostem deste prato com mais ou menos caldo.

E agora sim… o meu segredo para terem os ovos escalfados no ponto perfeito. E o que é perfeito para mim neste prato em particular? É ter uma gema cremosa, nem muito cozida nem muito líquida.

Querem conhecer o segredo? Digo tudo na descrição da receita.

E lembrem-se: este é um daqueles pratos que ainda fica melhor no dia seguinte. Por isso se o puderem fazer com antecedência, façam. Na hora da refeição deixem ferver uns minutinhos para ficar mesmo bem quente (não se preocupem que as ervilhas aguentam)… e só nessa hora escalfem os ovos.

Espero que gostem!

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 40 MINUTOS
dificuldade: fácil
doses: 4
Para muitos é o prato mais simples e de maior conforto. Um clássico intemporal que fica pronto em pouco mais de meia hora.

Ervilhas com Chouriço
e Ovos Escalfados

ervilhas destaque site
Para muitos é o prato mais simples e de maior conforto. Um clássico intemporal que fica pronto em pouco mais de meia hora.
tempo de preparação: 40 MINUTOS
dificuldade: fácil
doses: 4

Ingredientes:

  • 600 g de ervilhas congeladas
  • 4 ovos
  • Azeite q.b.
  • 1 cebola média, picada
  • 2 dentes de alho, picados
  • 1 folha de louro
  • 3 ou 4 tomates maduros, sem pele, picados
  • 2 colheres de sopa de polpa de tomate
  • 100 g de chouriço ou linguiça, em rodelas
  • 150 ml de vinho branco
  • 400 ml de água
  • Sal e pimenta q.b.

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Refogue a cebola no azeite. Quando ficar translúcida junte o alho e a folha de louro e frite mais um minuto.
  2. Junte o tomate e a polpa de tomate, mexa bem para envolver e cozinhe durante 3 minutos.
  3. Junte o vinho branco e cozinhe por mais 3 minutos.
  4. Junte as rodelas de chouriço ou linguiça, as ervilhas e a água. Tempere a gosto com sal e pimenta-preta. Quando levantar fervura coloque a tampa e cozinhe durante 10 minutos.
  5. Passado esse tempo, parta um ovo de cada vez para uma tacinha, abra um espaço nas ervilhas com a colher de pau e coloque aí o ovo. Distribua os 4 ovos sobre as ervilhas, separados entre si.
  6. Colocados os ovos, tape o tacho, desligue o lume e deixe descansar entre 8 a 10 minutos, para uma gema ainda líquida ou meio cozida.

Notas:

  • Para uma versão vegetariana use chouriço vegetariano
  • Para uma versão sem glúten use chouriço certificado

Outras informações:

14 comentários para “Ervilhas com Chouriço <br> e Ovos Escalfados”

  1. Sou alentejano e aprendi a cozinhar com minha mãe
    Esqueci me de dizer que tenho 73 anos e sempre tive restaurantes.
    O que acho interessante é que maneira de cozinhar da Clara é idêntica à minha. Será que também é alentejana?
    Fiz este comentário depois de ver como faz as ervilhas com ovos.
    A minha opinião é sobretudo pela altura a que coloca cada ingrediente o que eu acho ser o mais importante na cozinha.
    Parabéns

    1. Olá António, não sou alentejana mas sou filha de cozinheira, que também não era alentejana, mas vivemos durante alguns anos no bairro alentejano na Parede com muitos amigos alentejanos 😉 Há sempre um tempo mais próprio para cada ingrediente. Quando se entende de cozinha, quando se conhecem os ingredientes, isso é intuitivo. Muito obrigada!

  2. Olá Clara. Gosto muito das suas receitas e tenho feito algumas.
    Relativamente a esta, que acha de substituir as ervilhas de greiro (não gosto destas) pelas ervilhas de quebrar ?
    Obrigada.

  3. Este prato é uma delícia. Faço-o muitas vezes já que a ervilha é um legume poderoso e saciante tal e qual como apresentou só com uma nuance, depois de pôr os ovos e antes de tapar o tacho coloco uns pés de coentros e hortelã inteiros para tirar antes de servir e acompanho com uma salada de alface e coentros temperada com sal, pouco azeite e vinagre!
    Beijinhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.