A primeira vez que comi crepes foi há muitos muitos anos, ainda vivia em casa dos meus pais.

Uma vizinha minha surpreendia-nos esporadicamente com a sua receita de crepes regados com calda de laranja, que nos deixava completamente rendidos. Foi aliás uma receita que publiquei no meu primeiro livro de receitas.

Os anos foram passando e deixei um pouco os crepes de lado. Mas eis que eles voltaram pela mão da minha filha, quando a partir dos 10 anos começou a desenvolver mais gosto pela cozinha. Rapidamente se tornou a especialista de crepes, panquecas e waffles cá de casa.

Era certinho… sempre que as amigas estavam por cá, o cheirinho da massa na frigideira invadia toda a casa.

Esta receita surgiu quando eu a quis surpreender com uns crepes com um recheio diferente do habitual. Em vez de chocolate ou caramelo apresentei-lhe esta versão mais suave, enriquecida com fruta.

Ficam óptimos.
Seja ao lanche ou a fechar uma refeição, estes crepes vão certamente agradar.

“Fruta ou doce?”
“Ambos por favor.”