Uma chanfana improvável, com uma carne que incorpora na perfeição todos os sabores. O peru fica a um outro nível com estes temperos.

A chanfana de cabra velha é um clássico na Beira Litoral e recordo-me bem das belas chanfanas que comia na minha infância e juventude, feitas nas caçoilas de barro preto.

A chanfana, na origem, era feita por quem tinha cabras que depois de velhas – já não davam leite, já não procriavam – iam para o tacho. Isso e o vinho da própria adega, com uma série de temperos de ter por casa faziam este belo prato que ficava longas horas no forno de lenha, para amaciar a carne que a idade tornou mais dura.

Esta Chanfana não é feita com a carne tradicional, antes aproveita uma carne mais barata e que encontramos em qualquer talho ou supermercado.

Fiz esta receita em 2012 depois de a ter visto no Livro Culinarium da Vaqueiro.

Como o peru é uma carne sem grande personalidade incorpora muito bem os temperos e fica mesmo deliciosa e muito macia.

Para esta receita o melhor é a carne da perna. Basta pedir no talho para a desossarem e o resto – cortar em cubos – fazemos em casa.

Nada de complicado.

Vai tudo – ou quase tudo – para o tacho, de barro de preferência, e fica a marinar…

… e umas horas depois, ou no dia seguinte, juntam-se os restantes ingredientes e cozinha em menos de uma hora. Podemos fazer esta receita ao lume ou no forno.

Para a chanfana eu uso sempre a típica caçoila de barro preto, só para manter a tradição. Tenho 3. A mais antiga ficou da minha mãe. As outras duas foram-me oferecidas pelo meu colega Bento Rodrigues que as trouxe de uma feira na região de Coimbra. No entanto, se não tiverem barro preto usem barro normal. Se não tiverem nem um nem outro façam num tacho. Afinal este é um prato que se pode fazer também no fogão. 

Não prescindam de umas tostas feitas na hora. Basta fatiar pão, regar com um fio de azeite e tostar no forno. Fica fantástico para contrastar com a carne e as batatas que são macios.

Ah… e o vinho! Lembrem-se que não pode ser uma zurrapa. Deve ser bom de beber. Quanto melhor o vinho melhor o resultado final.

O que não podem mesmo é passar ao lado desta receita tão simples quanto deliciosa que vos vai surpreender pela positiva.

Não tenho a menor dúvida de que todos vão adorar.

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 1 hora + tempo de marinada
dificuldade: fácil
doses: 4
Uma chanfana improvável, com uma carne que incorpora na perfeição todos os sabores. O peru fica a um outro nível com estes temperos.

Chanfana
de Peru

destaque
Uma chanfana improvável, com uma carne que incorpora na perfeição todos os sabores. O peru fica a um outro nível com estes temperos.
tempo de preparação: 1 hora + tempo de marinada
dificuldade: fácil
doses: 4

Ingredientes:

  • 1 perna de peru (800 g aproximadamente)
  • 2 cebolas
  • 4 dentes de alho
  • 100 ml de azeite
  • 1 ramo de salsa
  • 1 folha de louro
  • sal e pimenta q.b.
  • 2 colheres de chá rasas de cominhos em pó
  • 400 ml de vinho tinto
  • 2 cenouras
  • 30 g de manteiga ou margarina
  • 50 ml de vinho do Porto
  • salsa picada para decorar
  • 500 g de batata para cozer
  • Fatias de pão

UTENSÍLIOS:

  • caçoila de barro preto (opcional)

Confecção:

  1. Compre uma perna de peru, não muito grande, e peça para lhe retirarem a pele e a desossarem.
  2. Em casa, limpe melhor a carne retirando algum osso que tenha ficado e as principais gorduras e corte em cubos grandes, mais ou menos com 4 x 4cm.
  3. Fatie a cebola e pique os alhos.
  4. Dentro de uma caçoila de barro ou num tacho, coloque a carne, a cebola, o alho, o azeite, a salsa inteira, o louro, o sal, a pimenta e os cominhos. Regue com o vinho tinto, envolva bem e deixe marinar algumas horas ou de um dia para o outro.
  5. Na hora de cozinhar, junte a manteiga ou margarina e as cenouras descascadas e cortadas em rodelas.
  6. Coloque ao lume. Quando levantar fervura tape e cozinhe durante 45 minutos. A meio do tempo junte o vinho do Porto. Tape e deixe acabar o tempo de cozedura.
  7. Em alternativa cozinhe tapado no forno a 180º C durante hora e meia, e a meio do tempo junte o vinho do Porto.
  8. Enquanto isso, coza as batatas com pele. Depois de cozidas descasque-as e corte-as em rodelas grossas.
  9. Toste as fatias de pão, regando-as com um fio de azeite.
  10. Sirva num prato ou travessa funda, colocando a carne ao centro e as rodelas de batata e fatias de pão em redor.
  11. Polvilhe com salsa picada.

Notas:

  • Intolerantes ao glúten devem usar cominhos certificados

Outras informações:

2 comentários para “Chanfana <br> de Peru”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.