Um clássico indiano em versão rápida, no forno, com massa filo, ficam sequinhas, muito estaladiças e igualmente saborosas.
Chamuças de Carne

“Mãe, apetece-me comer chamuças! Fazes?”
“Ó querida! É para já… “

E num piscar de olhos, ficaram prontas a tempo do almoço.
Chamuças de forno, estaladiças, com o sabor tipicamente indiano graças ao Garam Masala que podemos fazer em casa.

O recheio de carne foi uma opção minha – já que na India o recheio é sobretudo de vegetais, nomeadamente batata – mas desde que a minha filha se tornou vegetariana tenho feito apenas com legumes, soja, tofu ou seitan. A opção é vossa. Usem o que quiserem. O que não pode faltar é a especiaria que lhe dá todo o encanto e calor.

Tradicionalmente, as chamuças têm uma massa própria e são mergulhadas em óleo para fritar. Esta é uma opção de forno que faz imenso sucesso. E porquê? Porque com massa filo é tudo muito fácil e o resultado é mesmo muito bom.

Chamuças de Carne

A técnica para dobrar a massa também é muito simples – é dobrada em triângulo, tal como fazemos quando dobramos os sacos de supermercado.

No entanto, como a receita teve tanto sucesso, e as perguntas eram tantas, acabei por fazer um pequeno video para mostrar esta técnica em acção. Vejam AQUI o vídeo e a explicação passo-a-passo.

Não deixem de experimentar porque estas chamuças são deliciosas.

Veja o vídeo desta receita no meu canal

Chamuças de Carne
tempo de preparação: 25 minutos
tempo de forno: 20 minutos
dificuldade: Fácil
rendimento: 12
Um clássico indiano em versão rápida, no forno, com massa filo, ficam sequinhas, muito estaladiças e igualmente saborosas.

Chamuças De Carne
de Forno

chamucas
Um clássico indiano em versão rápida, no forno, com massa filo, ficam sequinhas, muito estaladiças e igualmente saborosas.
tempo de preparação: 25 minutos
tempo de forno: 20 minutos
dificuldade: Fácil
rendimento: 12

Ingredientes:

  • 250 g carne de vaca picada
  • 1 cebola média
  • 2 dentes de alho
  • 1 tomate médio (maduro)
  • Meio pimento verde ou vermelho
  • 1 colher de chá de gengibre fresco, ralado
  • Meia colher de chá de garam masala
  • Meia colher de chá de piri-piri
  • 1 colher de chá de açafrão das índias
  • Meia colher de chá de sal grosso
  • 3 colheres de sopa de coentros frescos picados
  • 75 ml de água
  • 3 folhas de massa filo ou brick (folhas grandes 30×30 cm)
  • Óleo q.b. para pincelar

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Pique a cebola, o alho, o tomate e o pimento.
  2. Coloque um pouco de óleo vegetal numa frigideira. Junte a cebola e deixe refogar um pouco para amaciar. Depois junte os alhos e frite mais um pouco, só até começarem a libertar sabor. Junte o pimento e tomate e frite mais um pouco, mexendo pontualmente. Finalmente junte a carne picada, envolva bem.
  3. Quando a carne começar a escurecer um pouco junte o gengibre ralado, o garam masala, o piri-piri, o açafrão das índias e o sal. Envolva bem para ligar.
  4. Pique os coentros e junte à carne. Envolva, e finalmente junte a água. Cozinhe em lume médio/alto durante cerca de 10 minutos ou até que toda a água se evapore e não reste líquido no fundo da frigideira.
  5. Retire do lume e deixe arrefecer.
  6. Abra a embalagem de massa filo. Retire 3 folhas. Coloque-as sobrepostas e, com um cortador de pizza, corte 4 tiras iguais – pode usar uma tábua, que sirva de régua, para fazer um corte perfeito. Cada tira terá uma largura de 7,5 cm aproximadamente. Ficará no total com 12 tiras, 4 por cada folha.
  7. Junto à base de cada tira coloque uma colher de sopa de recheio. Dobre sempre mantendo a forma triangular. Não achate o recheio. Com as dobras, ele ficará protegido. Molhe os dedos com água, passe sobre a massa no final, para selar.
  8. Coloque as chamuças no tabuleiro de forno sobre papel vegetal. Pincele muito ligeiramente com óleo e leve a forno pré-aquecido a 180ºC durante 20 minutos, ou até que estejam tostadinhas.

Notas:

  • O uso da massa filo ou brick permite fazer estas chamuças no forno, evitando os fritos, mas garantindo uma textura muito estaladiça, ao contrário da massa de chamuças tradicional, que exige a fritura.
  • Mantêm-se estaladiças durante várias horas, mesmo depois de frias.

Outras informações:

51 comentários para “Chamuças De Carne <br> de Forno”

  1. Maria José Salgueiro

    Absolutamente maravilhosas as suas chamuças!
    Fi-las para “Entrada” para festa de Amigos/Família no passado sábado!
    Apenas tenho que me “aperfeiçoar” na dobragem!… Foi uma “luta”…

    Mas foi um gosto ouvir todos a dizerem que estavam ótimas… até o “picante” estava na conta certa…

    Lá lhes disse que eram as “minhas” chamuças “By Clara de Sousa”!… E que com todos os seus ensinamentos, se forem bem seguidos, tudo sairá certamente bem!!

    1. Que bom Maria José, elas são de facto espectaculares, então acabadas de sair do forno ainda melhores. A técnica da dobragem apura-se fazendo mais vezes 🙂 é como dobrar sacos de plástico, só temos de usar os dedos para empurrar o recheio evitando que saia nas primeiras dobras. Depois de dominar a técnica é tudo mais simples. Mas com esses elogios acredito que terá ânimo para voltar a fazer 🙂

    1. Olá Neide, massa folhada não é indicada porque a textura é muito diferente, mas pode fazer um pastel idêntico com o mesmo recheio usando massa folhada, também funciona. Só não é chamuça 😉

  2. Vanda Gonçalves

    Olá Clarinha 🙂 E será que se podem fazer de véspera e guardar no frigorífico, e no outro dia então colocá-las no forno?
    Obrigada desde já pela opinião…

    1. Olá Ana! A massa filo é muito fina e não é muito amiga da congelação, eu nunca testei congelar, mas a congelar coloque-as afastadas sem se tocarem e se estiverem umas em cima das outras tem de colocar uma folha de papel vegetal para não colarem. O que sugiro é que faça pouco só para testar e a partir daí já percebe se funciona ou não.

      1. Olá Christine. Eu não costumo fazer a massa de chamuças em casa. Para esta receita, como refiro, uso massa filo. Compra em qualquer supermercado. A massa original de chamuças é mais indicada para fritar do que para forno.

  3. Palavras para quê? A Clara é uma artista na cozinha e na profissão, adoro as suas receitas e admiro ter paciência para dar sempre resposta e estar disponível. Beijinhos e continue sempre assim,

      1. Olá Clara
        Já fiz estas de carne e ficaram óptimas!
        Como sobrou massa filo, fiz um recheio de legumes. Juntei milho ao refogado dos legumes da sua receita e no final batata doce cozida, ficou muito bom também! Estas congelei antes de irem ao forno, mas ainda não provei!
        Depois digo se ficaram boas
        Muito obrigada pela sua partilha de boas e fáceis receitas

    1. Pois eu sei Zita, eles lá têm tudo, mas para mim fica um bocado fora de mão. Vou pouco a Lisboa e quase nunca ao Martim Moniz. Essa massa é mais para fritar. Já experimentou fazê-la no forno? Eu também faço em casa a massa tradicional para fritar e um dia destes publico aqui. Dá mais trabalho mas é óptima!

    1. Eu invento muito Patrícia, e terei de fazer um destes dias, quem sabe até com a massa das chamuças. Mas junte os legumes que quiser. A minha sugestão: faça um refogado com cebola, as especiarias – garam masala é obrigatório – junte pimento (cortado fininho), deixe refogar para amaciar, depois ervilhas, cozinhar mais um pouco sempre mexendo só para amaciar e finalmente coentros e alguma batata cozida esmagada grosseiramente com um garfo. E sal. É basicamente isto.

  4. Olá, Clara!
    Adoro as suas receitas e a paciência que tem para responder a “todos” … Como eu gosto de aprender irei fazer as suas chamuças mas não conheço o garam nasala, onde poderei comprar?
    Obrigado pela sua amabilidade.
    Alice

    1. O Jumbo tem. Lojas online tb. Ou no Martim Moniz se for de Lisboa. Mas pode fazer em casa. Eu só uso a minha. Veja a minha receita aqui no site Alice.

  5. Há gente tão cobarde e maldosa que só quer destruir o que os outros fazem! Por isso ficam na sombra para poderem deitar abaixo. Enfim o mundo está cheio de seres assim!! Clara adorei a partilha das chamuças! Muito mais saudáveis! E como sou carnívora vou fazê – las com carne! Obrigada e bom trabalho

    1. Sim claro Rosa. Deve congelar num tabuleiro e depois transferir para um saco para poder retirar as que quiser. Não precisa de descongelar quando for para cozinhar. Só tem de pincelar com óleo, azeite ou manteiga.

  6. Muito bem respondido. Existem determinadas pessoas que se escondem por detrás de falsos perfis para destilar ódio. Querida Clara, não dê importância, são criaturas sem quaisquer importância. Nós gostamos muito das suas escolhas. Eu particularmente adoro.

  7. Adoramos chamuças cá em casa, e esta parece uma opção mais saudável. Vou tentar fazer e talvez acrescentar um caril que costumo comprar no Martim Moniz. Muito obrigada pela partilha.

  8. Uma aldrabice , podem-se bem chamar ” Chamuças da Clara ” o indiano não come carne de vaca, as suas são um clássico sem imaginação . A escolha da sua filha a meu ver é a mais acertada porque eles têm a versão vegetariana, por isso deixe-se ficar pelas chamuças vegetarias que são bem mais saudáveis, carnes vermelhas fazem mal, mas se quer carne troque isso por frango e vai ver como fica melhor. Vá pela sugestão da filha, ela sabe o que é bom e saudável

    1. Em algum momento disse que eram as verdadeiras e tradicionais chamuças indianas? É claro que não são. São Chamuças de Carne. Leu bem? É por isso que não lhe podemos juntar a especiaria indiana? E é claro que os hindus não comem carne de vaca. Todos sabem que são sagradas. Quer dizer-nos algo de novo e com imaginação? Também não percebo o seu tom, mas enfim. Fica consigo. Acha que a carne de vaca faz mal? Então não a coma, mas não queira impor ou vir dar algum tipo de lições de moral a quem a come. Agora sobre “aldrabice”, caro ou cara KodiaKShadows, o seu pseudo BI diz de onde vem a aldrabice, começa por aí, pela cobardia de não assumir o seu nome verdadeiro. O meu e o das outras pessoas todos conhecem. Você prefere ficar nas “shadows” não é? Para vir dizer o que disse mais valia que lá continuasse. Passe bem e seja feliz à sua maneira.

      1. A receita parece ótima, e vou fazer… A resposta ao comentário infeliz foi à letra e aplaudi! E não sou de bater palmas… Obrigada Clara pelo trabalho que tem feito tanto na Tv como fora da mesma.

        1. Eu aceito criticas desde que sejam feitas com educação. Torna-se difícil ignorar ataques gratuitos sem responder à letra. Enfim! Já passou! 😉 obrigada Sandra!

    2. Os goeses, também indianos, comem chamuças de carne. São uma das variedades. Eu tenho as receitas da sogra indiana de gema… de carne e vegetariana…
      Nunca experimentei fazer no forno mas é uma boa ideia Clara. A nossa massa primeiro é assada e depois é que é trabalhada (triângulo) , recheada e depois frita.

      1. Sim é verdade. Os goeses sim. E há mais. Só os hindus consideram a vaca sagrada, mas na India há cristãos, judeus, islâmicos, para muitos comer carne de vaca não é problema. Como os hindus estão em maioria, a maioria não come carne de vaca. Eu já fiz a massa, mas aquilo requer trabalho braçal 😀

  9. Mafalda Sofia Carrasqueira Isidoro

    Ora, e eu a pensar que as chamuças levavam caril Estamos sempre em constante aprendizagem ☺ Obrigada pela partilha de receitas maravilhosas amiga Clara
    Beijinhos calorosos

  10. As tuas receitas são, invariavelmente, um sucesso, além de serem fáceis de realizar pela maneira como explicas. Obrigada e continua a surpreender-nos!

      1. Fiz a sua receita das chamuças no forno e gostei imenso.
        No entanto, gostaria tb de experimentar com a receita da massa para fritar.
        Será possível , a Clara, publicar a feitura dessa massa?
        É com muito gosto que experimento as suas receitas e obrigada pelas suas partilhas.

        1. Não tenho essa receita para publicar Ana, mas posso dizer-lhe que dá muito trabalho de braços. No entanto, irei testar com máquina para ver se funciona e nessa altura poderei partilhar aqui.

  11. Aprecio esta senhora pela maneira simples e graciosa que nos ensina estas belas receitas sou fã e praticante das suas receitas, continuo a experimentar e são todas boas, obrigada e bom sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.