Uma carne assada não tem de ser apenas uma carne assada.

Há conjugações de sabores que a tornam mais especial.

É o caso deste assado que tem um contraste muito saboroso entre o salgado, o doce e o picante do queijo roquefort.

Conseguem imaginar todos estes contrastes a desafiarem as papilas gustativas?

Para garantirmos uma carne suculenta e macia devemos usar uma boa peça de carne – lombo, vazia ou alcatra. Peçam sempre uma carne de 1ª, caso contrário arriscam ter uma carne fibrosa que custa a mastigar.

Podem e devem temperar a carne umas horas antes, ou até de um dia para o outro, para incorporar bem o tempero.

Ao assá-la, não a devemos cozinhar demais. Por regra, para uma carne no ponto médio, assa-se durante cerca de 25 a 30 minutos por cada meio quilo e o resultado deve ser uma carne rosada com os seus sucos.

Aconselho vivamente a compra de um termómetro para carnes a quem tem menos experiência em perceber o ponto da carne. Desta forma controlamos melhor a temperatura interna colocando o espeto até meio, na parte mais alta. No caso dos digitais, quando atinge a temperatura desejada, o alarme apita e interrompe qualquer distração da nossa parte.

Há vários termómetros no mercado, tanto analógicos como digitais. Só têm de escolher.

Esta receita é perfeita para todo o ano, para o almoço, para o jantar, para uma reunião de família e amigos.

Tem aquele toque especial da espuma de roquefort que lhe dá imensa classe… e imenso sabor.