Quando chega a época dos Santos, chega a época das broas…

e há de vários géneros e feitios. Umas mais para os Santos, outras mais para o Natal.

Fiz pela primeira vez estas broas de milho e mel em Outubro de 2012, depois de ter visto a receita no blog 5 quartos de laranja“. Apenas reduzi a quantidade dos ingredientes para ¼ do que está na receita original, porque não necessitava de fazer tantas.

No total rendeu-me 46 broas… chegou.

Mas, tal como diz a autora, Isabel Zibaia Rafael, estas broas são “perigosamente deliciosas” e “nunca se consegue comer apenas uma”. Confirmo.

Todo o processo é muito simples e feito à mão – não precisamos de batedeira, apenas de uma colher de pau.

Primeiro,  os líquidos, que vão ao lume com as especiarias…

Depois a mistura dos secos

Depois o liquido quente vertido sobre os secos e misturado, até ficar com uma massa assim…

Finalmente moldamos em bolinhas e, se gostarmos, podemos colocar uma amêndoa ou uma metade de noz em cima…

Antes de seguirem para o forno é importante que sejam pinceladas com gema de ovo.

Se pincelarem com gema diluída com leite elas ficam mais clarinhas – é como gosto mais.

Se as pincelarem apenas com gema ficam mais escuras.

O sucesso foi tanto que as fiz para oferecer nesse e noutros Natais.

É claro que sucesso que é sucesso só se confirmava depois de passar pelas papilas do provador oficial, o meu querido colega Paulo Varanda, que sempre se divertiu imenso comigo a fazer estas brincadeiras.

Já viram como é fácil todo o processo?

Vão fazer? Então depois não se esqueçam de me dizer como correu! ❤️