Há cada vez mais seguidores a pedirem-me receitas vegetarianas, aqui, no Facebook e no Instagram.

Quem me segue com mais atenção já sabe que tenho algumas que são óptimas – estão todas na secção NEM CARNE, NEM PEIXE.

Comecei a fazer mais receitas vegetarianas graças ao facto de ter uma filha que durante alguns anos foi vegetariana (ovolactovegetariana).

Agora, facilitou-me um pouco a vida e introduziu algum peixe, pontualmente. Mas na grande maioria das vezes, continua a dispensar a proteína animal.

Esta receita fiz, mais uma vez, por causa dela… e porque queria perceber até que ponto estes vegetais, uns mais duros, outros menos, conseguiriam imitar realmente a carne picada.

Aqui cenouras, cebola e alho

e aqui cogumelos, curgete e nozes.

Posso triturar tudo junto?

Eu optaria por não o fazer, porque tendo texturas diferentes não queremos passar do ponto e espapaçar a mistura.

Além disso não caberia tudo na taça – vão por mim: façam em duas fases tal como indico na receita.

ONDE ESTÁ A RECEITA?
Desçam mais um pouco – está logo depois do video e até a podem imprimir!

Posso usar outros legumes?

Sim, desde que dê para manter a estrutura semelhante a carne picada – por exemplo podem juntar outros como couve-flor ou brócolos triturados em cru mais grosseiramente.

Depois de secarem bem no tacho, os legumes são cobertos com molho de tomate tal como na bolonhesa tradicional com carne – podem usar molho de tomate caseiro ou de compra.

E a cozedura acaba por ser rápida depois disso.

Se quiserem uma bolonhesa com mais caldo, só têm de juntar mais molho de tomate e/ou mais água. O importante é que no final confirmem que está tudo muito bem cozinhado, temperado e pronto a servir.

Ah… e nunca que se esqueçam disto: um pouco de orégãos e queijo parmesão para ralar na hora.

Espero que gostem!

Já a seguir podem ver o video da confecção e ler ou imprimir a receita mais abaixo.
Se partilharem a receita no Instagram não se esqueçam do tag #claradesousa_cozinha_bricolage