E assim chegamos a Março, com a Primavera a espreitar ao virar da esquina.

Eu adoro a Primavera. É a minha estação favorita em que a vida desponta e tudo ganha cor.

Para celebrar essa vida que se renova a cada ano que passa, decidi fazer uma visita às laranjeiras do meu pai. Mesmo sem ele por perto, elas continuam fortes, carregadas de laranjas por esta altura. Uma abundância que nos deixa sem saber bem o que fazer a tanta laranja, a não ser distribuir.

De manhã é ouro…

A laranja de manhã é ouro, e no resto do dia também o é como se confirma neste fact check do jornal VIRAL que deita por terra a velha crença de que a laranja “à tarde é prata e à noite mata”.

A laranja tem muitos benefícios e várias utilizações.

Pode ser apenas espremida e bebida na hora, ou usada na confecção de pratos salgados como este Magret de Pato ou estes Lombos de Pescada.

Mas é nos pratos doces que mais é utilizada como é o caso deste maravilhoso Pudim de Laranja Descansado que tanto sucesso tem feito, deste arrebatador Cheesecake de Chocolate ou desta simples mas deliciosa Mousse.

E este Bolo?

Este bolo é bem capaz de ser o melhor bolo de laranja que já comi em toda a minha vida. Não estou a brincar. Já sabem que nestas coisas não brinco.

Este bolo transporta-me para dias bons e luminosos, dias gulosos, onde o simples prazer de comer uma generosa fatia de bolo prevalece sobre tudo o resto. É assim uma espécie de pausa em que “a emissão segue dentro de momentos”.

Não é um bolo muito doce, tem um sabor de verdade a laranja, tem uma massa tão fofa e leve que literalmente se desfaz na boca. Será que dá para perceber olhando para ele de perto?

Quais os ingredientes deste bolo maravilhoso?

São ingredientes, mais uma vez, simples… que por regra temos nas nossas despensas:

  • ovos – à temperatura ambiente. Uso quase sempre L, aqui também porque os ovos M são demasiado pequenos.
  • açúcar – normal, branco, refinado. Não uso amarelo ou outro mais escuro porque quero que o bolo fique bem amarelinho.
  • laranjas – para usar o sumo e a raspa.
  • pitada sal grosso – que acentua todos os outros sabores
  • óleo vegetal – o mais simples, sem sabor, para garantir uma boa textura. O óleo, tal como o azeite, enriquece muito as massas de bolo e ajuda a mantê-las frescas durante vários dias.
  • extracto de baunilha – eu gosto de usar, mas se não tiverem não usem, não é assim tão fundamental. Fundamental são mesmo as laranjas que dão sabor a este bolo.
  • farinha sem glúten – usem uma farinha pré-preparada que seja apropriada para bolos ou usos culinários. Uma farinha simples, só de amêndoa ou de arroz, pode não funcionar porque é necessário equilíbrio nas misturas. Nesta receita usei a farinha universal sem glúten do Lidl da marca Belbake e funcionou muito bem. Haverá certamente outras no mercado que possam usar.
  • fermento em pó – para dar aquela força extra

São apenas 8 ingredientes, a que se junta o açúcar em pó para decorar o bolo, antes de o servir.

Será mesmo o melhor bolo de laranja de sempre?

Sim, sim, sim. Três vezes sim.

Já provei muitos bolos de laranja. Dos mais simples aos mais elaborados.

Em termos de balanço entre o grau de dificuldade, a textura e o sabor, sem dúvida, que nunca conheci outro bolo de laranja assim. Este é um bolo simples, mas com uma incrível densidade de sabor. Pode ser recheado ou coberto para celebrações mais especiais. Aqui optei apenas por polvilhar com açúcar em pó e decorar com as rodelas de uma laranja.

Passo-a-passo

Começamos por bater as claras com o açúcar para conseguir um merengue mais resistente, que não apenas umas simples claras batidas em castelo. Desta forma, teremos uma massa mais arejada e resistente.

A partir daqui é só juntar ingredientes até termos uma massa fofa e leve, pronta a entrar no forno.

Após 50 a 55 minutos no forno, o bolo tem de descansar sobre uma rede de arrefecimento, até estar frio, para ser desenformado.

Esta fase é muito importante.

Tudo tem o seu tempo que é preciso respeitar. Não vale apressar…

Enquanto o bolo arrefece preparamos a decoração, com o acúcar em pó e uma laranja cortada em rodelas…

Tudo isto é opcional, mas digam lá se fica ou não bem mais bonito?

Recomendações

Antes de darem início a esta receita, façam toda a preparação – o mise en place – para que todo o processo seja depois mais rápido. Ou seja, pesem o que têm a pesar e retirem o sumo e a raspa das laranjas. Desta forma, assim que se começa, tudo flui…

Posso usar farinha de trigo?

Sim, podemos fazer a substituição para farinha com glúten, usando a mesma quantidade. Funciona muito bem com farinha de trigo, tanto a T55 como a T65, ou com farinha de espelta.

Quanto tempo dura este bolo?

Aqui por casa, ao 4º dia após a confecção, num prato de bolo com campânula, este bolo continuava extraordinário.

Podem mantê-lo no frigorífico. Também podem congelar até 3 meses embrulhado em película.

Onde está a receita escrita com as quantidades?

A receita bem explicada, com todos os pormenores, está mais abaixo, logo depois do video, e podem imprimi-la se quiserem.

SE GOSTARAM DESTA RECEITA