Celebro a chegada do Outono com um fruto de Verão e um legume de todo o ano. A canela dá-lhe o calor para os dias frios.
Bolo de Mirtilo e Curgete

Levei muito tempo até me decidir a fazer um bolo com curgete. Sempre achei que na sopa ficava muito bem, mas nos bolos não me convencia.

Mas eis que chegou a hora de colocar as reservas de parte, ao ser inundada com sacos de curgetes da horta do meu pai e com a oferta de uma amiga que tem produção de mirtilos em Sever do Vouga.

É assim todos os anos – a Fati manda uma mensagem a dizer “Olha vou enviar-te umas caixinhas de mirtilos” e depois é isto. Quilos!

Bolo de Mirtilo e Curgete

“E o que é que eu faço com isto tudo Fati??!!”
“Come ao pequeno-almoço!” diz ela.

O que nós nos rimos!

A verdade é que preciso de mais. Só para o pequeno-almoço não dá, não consigo comer tantos todos os dias.

Tinha de encontrar uma solução. Mais uma, porque a última coisa que queria era que estes belos mirtilos morressem à minha espera.

Noutros anos fiz o Gelado de Mirtilo e Iogurte, Crepes de Sementes de Papoila e Mirtilos, Refresco de Mirtilo com Hortelã e os Mimos de Fruta. Houve um ano em que, com uns que comprei, também fiz para o Natal um Bolo de Mirtilos. Além de outras receitas com frutos silvestres onde também havia mirtilos. E agora, que mais poderia inventar?

Até que me lembrei de fazer uma adaptação de uma massa de bolo que levava cenoura ralada, substituindo-a por curgete e juntando-lhe os mirtilos.
Sendo um bolo mais denso pensei que um pouco de canela iria dar-lhe um sabor de transição para o Outono.

Touché! Ficou excelente.

A crosta é muito estaladiça e o interior fica bem húmido, graças aos sucos dos mirtilos e à humidade da curgete. Se a textura e o sabor são óptimos, o trabalho é mínimo. Uma confecção simples, sem máquinas.

Este bolo tornou-se o preferido do meu filho, que de vez em quando me lembra que está na hora de o fazer de novo.

Veja o vídeo desta receita

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Bolo de Mirtilo e Curgete
tempo de preparação: 15 minutos
tempo de forno: 50 a 60 MINUTOS
dificuldade: Fácil
Celebro a chegada do Outono com um fruto de Verão e um legume de todo o ano. A canela dá-lhe o calor para os dias frios.

Bolo de Curgete
e Mirtilos

Bolo de Mirtilo e Curgete
Celebro a chegada do Outono com um fruto de Verão e um legume de todo o ano. A canela dá-lhe o calor para os dias frios.
tempo de preparação: 15 minutos
tempo de forno: 50 a 60 MINUTOS
dificuldade: Fácil

Ingredientes:

  • 2 ovos L
  • 150 g de iogurte natural ou 150 ml de óleo vegetal
  • 2 colher de chá de extracto de baunilha
  • 300 g de açúcar
  • 1 chávena de curgete sem casca ralada (cerca de 175 g)
  • 240 g de farinha T65 sem fermento
  • 1 colher de chá bem cheia de fermento em pó
  • ½ colher de chá de sal fino
  • 2 colheres de chá cheias de canela em pó
  • 250 g de mirtilos frescos
  • açúcar em pó para finalizar (opcional)

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Pré-aqueça o forno a 180º C.
  2. Numa tigela grande, bata os ovos, depois junte o iogurte ou óleo, o extracto de baunilha e o açúcar e bata com vara de arames manual para emulsionar um pouco.
  3. Envolva a curgete ralada e depois os secos: farinha, fermento em pó, sal e canela.
  4. Envolva os mirtilos com um pouco de farinha extra, para evitar que afundem muito. Envolva-os delicadamente na massa. Verta a massa numa forma grande de bolo inglês bem untada e leve ao forno durante 50 a 60 minutos, ou até que, espetando um palito no centro, este saia limpo.
  5. Retire o bolo do forno e deixe-o descansar dentro da forma durante 20 minutos. Depois desenforme-o e deixe-o arrefecer totalmente antes de o polvilhar com açúcar em pó (opcional).

Notas:

Outras informações:

15 comentários para “Bolo de Curgete <br> e Mirtilos”

  1. Ola D. Clara
    queria experimentar a fazer este bolo, visto ter bastantes mirtilos, só que os congelei, acha que dá para fazer o bolo na mesma? será que ficará bem?
    Muito Obrigada
    Paula

  2. Bom dia ! No caso de ter muita courgete congelada como posso aproveitá-la ?
    Para ralar não dá … picar ?
    Obrigada pelas magnificas receitas !
    Beijinhos 😉

    1. Depende da forma como a congela Paula. Pode congelar em cubos ou em rodelas para fazer estufados, usar em lasanhas, etc. cortada em pedaços maiores dá para sopas. Congelando em cru convém não estar demasiado tempo congelada para não amolecer muito. Também pode espiralizar para esparguete de Curgete mas isso só aconselho em fresco. Nunca congelei assim.

    2. Olá Clara, adoro as suas receitas.
      Faço bolo de curgete há alguns anos, desde que tenho uma horta. E não tiro a casca da curgete. Fica verdinho e muito saboroso. Cá em casa adoram. Beijinhos

      1. Olá Carla, sim, por isso retirei, não gosto de ver bolos verdes 🙂 e o interior da curgete sendo bom para a textura do bolo, não tinge 😉

  3. Olá Clara, não me correu muito bem a experiência. O bolo ficou encruado talvez porque os mirtilos estavam húmidos e a curgete libertou um pouco de água. Mas vou tentar novamente!
    Quero perguntar- lhe se a sugestão que faz de substituir o óleo por iogurte natural se pode aplicar em todas as receitas de bolos, há bolos que apesar de gostar do sabor ficam desagradavelmente oleosos.
    Bj e obrigada pela partilha e disponibilidade

    1. Claudia que pena. O melhor é espremer a curgete com as mãos no caso de ela ter muita água. Se não tiver, também não sai. Em relação ao iogurte e óleo, não se substitui sempre, há casos em que dá, como este, em que a curgete e a fruta compensam, mas noutros não, precisam de alguma gordura. Eu diria para optar por bolos que não levam tanto óleo e muitas vezes substituir parte por azeite. Há bolos que pedem demasiado óleo. Pessoalmente acho desnecessário na maioria dos casos e reduzo sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.