Batatas assadas com pele para acompanhar peixe ou carnes. São servidas com um molho de alho e ervas que é uma verdadeira explosão de sabor.

Cá estou de regresso na rentrée do site, agora que as férias de Agosto chegaram ao fim.

A energia para o regresso é, no entanto, muito pouca.

Depois da morte do meu pai fiquei sem grande ânimo para continuar com este projecto, sem grande gosto por estar a cozinhar, com mais momentos em que prefiro estar quieta sem fazer nada, apenas “a vegetar”, ao contrário de antigamente em que estava sempre com o bicho carpinteiro e cheia de ideias a fervilhar e a querer concretizar.

Este estado de prostração remete-me para a memória da minha mãe quando perdeu a sua mãe, minha avó. O desinteresse por tudo em redor acaba por impôr-se durante uns tempos.

Mas a memória remete-me também para todas as vezes em que tivemos de reagir.

Por isso obrigo-me a reagir como sei que ele quereria, agarrando-me às boas memórias, aos momentos que partilhámos… e foram tantos e tão bons. Como este em que nos deliciámos com o maravilhoso Pernil de Borrego com Marmelos, em Outubro do ano passado.

Quero honrá-lo com a mesma alegria que me transmitiu em tantos momentos das nossas vidas, com a mesma postura guerreira que assumiu depois de perder os pais, a mulher e todos os irmãos. Era o mais novo e foi o último a partir.

Este regresso exige de mim a energia necessária não apenas para retomar as rotinas do site, como, sobretudo, as rotinas profissionais. Esta semana tenho dois grandes debates autárquicos – hoje Lisboa e amanhã Porto -, a 26 será a emissão da noite eleitoral e logo a seguir, a 3 de Outubro, serei a anfitriã dos Globos de Ouro, tão aguardados depois de uma pausa de dois anos. Pelo meio, o Jornal da Noite, claro, e As Causas com o José Miguel Júdice, exigem o meu foco, como sempre.

Por isso perdoem-me a simplicidade desta receita da rentrée, mas nada fiz de novo, que desse para encher o olho.

O facto de não ser nada de complicado, não significa que sejam apenas mais umas batatas assadas. Não são.

Estas batatas assadas podem bem tornar-se rapidamente as vossas favoritas, sempre que façam um bom assado de peixe ou de carne.

O molho de alho e ervas, feito a frio, leva-as a um outro nível e torna-se viciante.

Provavelmente vai haver disputa pelo último pedaço de batata no tabuleiro.

Garanto-vos que é uma receita perfeita para estes dias de fim de verão.

Vão fazer?

Veja o vídeo desta receita

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

tempo de preparação: 50 minutos
dificuldade: fácil
doses: 6
Batatas assadas com pele para acompanhar peixe ou carnes. São servidas com um molho de alho e ervas que é uma verdadeira explosão de sabor.

Batata Assada
com Molho de Alho e Ervas

DESTAQUE-1-375x500
Batatas assadas com pele para acompanhar peixe ou carnes. São servidas com um molho de alho e ervas que é uma verdadeira explosão de sabor.
tempo de preparação: 50 minutos
dificuldade: fácil
doses: 6

Ingredientes:

  • 1 kg de batata pequena para assar
  • 100 ml azeite
  • Sal e pimenta a gosto
MOLHO DE ALHO E ERVAS
  • 3 dentes de alho
  • Meia cebola pequena
  • Uma mão cheia de salsa
  • Uma mão cheia de manjericão
  • 100 ml azeite extra virgem
  • Sal e pimenta q.b.

UTENSÍLIOS:

  • tabuleiro de forno
  • triturador

Confecção:

  1. Lave muito bem as batatas, com casca e corte-as ao meio no sentido do comprimento.
  2. Verta o azeite num tabuleiro suficientemente grande para acondicionar as batatas sem que elas se sobreponham.
  3. Coloque as batatas, tempere com sal e pimenta a gosto e misture tudo com as mãos para o azeite as envolver. Depois coloque-as com a parte cortada virada para baixo, e leve a forno pré-aquecido a 220º C durante 40 minutos, virando-as a meio do tempo.
  4. Enquanto isso prepare o molho de alho e ervas. Coloque todos os ingredientes num pequeno processador com lâmina e triture até ficar um molho macio.
  5. Espalhe algum molho sobre as batatas e sirva com restante molho à parte.

Notas:

Outras informações:

38 comentários para “Batata Assada <br> com Molho de Alho e Ervas”

  1. Olá Clara, lamento imenso a perda do seu Pai. Também já passei pelo mesmo infelizmente e entendo perfeitamente o seu desânimo. Força!
    As suas receitas são sempre maravilhosas. Obrigada pela sua generosidade em as partilhar.

  2. Clara, nada mais posso acrescentar ao que já lhe disseram. Os meus sentimentos e força. Já passei pelo mesmo e o trabalho foi o melhor para ajudar a superar. Todos os dias penso neles. Um grande beijinho e não abandone este projeto que nos traz uma Clara tão diferente da profissional (excelente).

  3. Olá Clara,
    Sou também alguém que perdeu os pais há uns anos!
    Passei pela fase de nada querer fazer e ficar no meu canto sem reacção!!
    Mas depois de uma grande apatia, a vida obrigou-me a reagir. Fiz o luto e hoje quando os recordo ´falamos em família nos bons bons momentos que passámos e dou Graças a Deus por todo o carinho e amor que lhes demos…
    Além das suas receitas que gosto de fazer e experimentar, faço também as receitas da minha mãe que era uma grande cozinheira tradicional e ao fazê-lo ela está presente!
    Com o tempo vai sentir que eles estão sempre a seu lado e continue a partilhar connosco as suas maravilhosas receitas e a deixá-los orgulhosos!!
    Um beijinho
    Margarida

  4. Boa tarde Clara,
    Como a compreendo já passei por esses dias tão difíceis mas como escreve temos que reagir e seguir em frente.
    A minha grande admiração por todo o seu trabalho.
    Teresa Bogalho

  5. Maria Helena Simplicio

    Olá Clara,
    Sinto muito pela perda do seu pai, com o tempo a vida encarrega-se de atenuar essa dor, que, no entanto, nunca desaparecerá, muita força!!!
    Quanto à receita, às vezes menos é mais, parece-me ser mais uma das receitas da Clara a experimentar, e que nunca falham.
    Parabéns por este projeto, coragem, votos de muitos sucessos pessoais e profissionais.

  6. Sandra Sofia Morais

    Olá bom dia Clara!
    Antes de mais um um grande abraço com muito carinho pela partida do seu Pai! Que encontre nas memórias que tem dele, toda a força para se manter firme e forte, uma mulher de garra como sempre revelou ser. Tenho por si uma grande admiração, não só pela profissional de excelência que todos os dias revela ser, mas também pela pessoa que, sem a conhecer acredito que aeja: humilde, generosa e com um coração gigante!
    Este seu projeto culinário é muitas vezes a minha inspiração para cozinhar
    Sempre que temos amigos para jantar, aqui em caza dizemos muitas vezes: vamos ao site da Clara para tirar ideias!! E já fizemos muitas receitas! Hoje em sua homenagem fiz os já famosos queques de chocolate com os meus filhotes ADORAM! E amanhã vou fazer o cheesecake de lima com base oreo d para a sobremesa de um jantar de amigos um grande beijinho e um abraço apertadinho

      1. Sinto muito pela perda de seu pai, pois sei bem o vazio que se cria e a saudade que sentimos, pelo que daqui lhe mando todo o meu apoia e coragem. Gosto imenso das suas receitas, pois a Clara descomplica-as, tornando-se fáceis e acessíveis. Muita força para continuar. ❤️

  7. Adoro as suas receitas, já tenho feito algumas. Perder pai, mãe ou irmãos é parte do nosso coração que vai junto, já passei por essas dores infelizmente. A Clara é a cara do seu pai, muito parecida. Desejo-lhe muita força e as maiores felicidades, pois a vida tem de continuar. Beijos

  8. Bom dia Clara
    Sentidos pêsames pelo falecimento do seu querido pai.
    Um muito obrigada pelas suas partilhas, mesmo numa altura tão difícil continua a mimar todos os que a acompanham e admiram.
    Um grande abraço

      1. Um grande beijinho Clara e muita força nesta altura tão difícil da sua vida, sei muito bem o quanto custa perdermos os nossos pais.
        Mas como enquanto as pessoas forem lembradas, não morrem, tenho a certeza que o seu pai viverá para sempre.

  9. Ana Maria da Cunha Coutinho

    Cara Clara, tenho para o jantar um pedaço de lombo com osso que já estufei, mas não tenho ainda acompanhamento. Em homenagem a si vou fazer estas batatas, agradecendo-lhe todas as receitas que já partilhou e por solidariedade, pois faz um ano que também perdi o meu pai para o Covid. Força que nós precisamos de si!
    Um Beijinho.
    Ana Mª Coutinho

  10. ´maria fernanda oliveira

    Querida Clara sinto muito a sua tristeza O tempo a familia e os amigos ajudam a minorar o desgosto .Um beijinho e muito obrigada pelos ensinamentos ´Gosto muito de si .

  11. António Manuel Arrábida Alves da Silva

    Querida amiga,
    Desde já, as minhas desculpas pela familiaridade, mas depois de longos anos, a recebê-la com todo o gosto em minha casa e, agora, com a partilha dos seus maravilhosos “pitéus”, já a considero como alguém familiar.
    Li agora a triste notícia do falecimento do seu querido pai, infelizmente já não tenho ambos. Para ser sincero, tinha uma muito maior ligação com a minha mãe, que considerava como mãe e pai.
    Mas sabe, a vida continua, é a ordem normal da vida. As pessoas que temos na nossa cabeça e no coração, nunca nos deixam, fisicamente partem, mas o seu amor, as suas frases, o seu exemplo, o seu cheiro, o seu carinho, nunca nos deixam!
    É raro o dia, em que não penso na minha mãe e como ainda hoje, ela faz-me tanta falta, apesar dos meus quase 65 anos. Como gostaria de ainda tê-la comigo, ouvir os seus conselhos, sentir os seus beijos e as sua carícias, aquilo que vulgarmente chamamos de “colinho”. Mas sei, que que ela queria que continuasse com a minha vida e como seu exemplo de vida, por isso cá estou, hoje em dia com o maravilhoso amor dos netos e a certeza que ela continua a olhar por mim. De vez em quando, quando tenho duvidas sobre algo que faço ou que deveria fazer, dou por mim a interrogar-me “mãe que achas?”.
    Por isso, enquanto for vivo ela não morrerá, pois continua no meu coração. Querida doce e insubstituível Judite, um imenso beijo no teu lindo coração!
    Querida Clara de Sousa, desculpe a “lamechice”, mas é o que sinto!
    Por favor continue com essa sua força para com todos os seus admiradores, que é isso que de certeza o senhor seu pai quer e vai ver, que com o passar do tempo vai sentir que ele nunca a abandonou!
    Um respeitoso beijinho.

  12. Querida Clara, sinto muito pela sua perda.
    Está claramente na direcção certa.
    Honrar a memória e a vida de seu pai é a melhor forma de apaziguar a dor que a sua falta provoca.
    É uma mulher muito especial e forte, sei que vai continuar as tarefas a que se propôs com o mesmo profissionalismo e classe de sempre!
    Tenho a certeza que tem os portugueses do continente, ilhas e de todos os lugares do mundo onde a SIC chegue, a torcer por si!
    É essencial que tome muito bem conta da sua saúde física e mental.
    Um grande obrigada pelo seu trabalho de excelência, a todos os níveis!
    Um grande abraço, beijinho

  13. Obrigada mais uma vez pela receita e não consegui guardá-la sem antes lhe deixar um grande beijinho, desejar-lhe toda a força do mundo para este momento e para todos os desafios que se aproximam. Perder alguém que é tão importante para nós é muito difícil, temos de ir abaixo porque não somos de ferro mas sendo uma mulher tão forte e tão especial decerto encontrará motivação para dar um empurrão a esta infelicidade da vida. Ainda bem que tem muitos momentos bonitos e especiais para recordar com o seu pai e assim como se recorda da volta que eles deram em momentos de perda de alguém, agora também está a ser a inspiração de muitas pessoas. Muito obrigada pela sua partilha e por nos inspirar a sermos melhores cozinheiras – confesso que apesar de não gostar muito de cozinhar, experimentar as suas receitas e as suas dicas é sempre uma grande alegria e um grande prazer para mim. Admiro-a como mulher, como profissional, cozinheira, escritora, etc, etc. Um grande beijinho e muita força, de uma sua grande fã 🙂

  14. Unica /adriana ferreira

    Admiro-a Muito Clara , sei muito bem o sentimento que exprimiu em relação ao seu pai , adorei essa foto, tão querido, fiquei emocionada , obrigada por não desistir , obrigada pela sua força que nos consegue transmitir tão bem e obrigada por mais uma dica maravilhosa e diferente para nós apresentarmos á nossa família , um grande beijinho .

  15. Bom dia Clara!
    Nestes momentos dificeis, não há palavras de conforto. Tem que ter muita força e continuar como o seu Pai gostaria.
    Obrigada pelas suas partilhas, que são ótimas.
    Quando experimento fazem sempre sucesso.
    Beijinhos e tudo de bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.