Deliciosa compota à base de uvas, marmelos e nozes, a bagulhada é perfeita para acompanhar queijo de ovelha de meia cura.

Bagulhada vem de bagulho, que é a semente, a grainha da uva.

Acontece que nesta minha versão desta deliciosa compota retirei todas as grainhas, mesmo sabendo que originalmente, nos tempos idos, não se tinha o trabalho de as retirar.

Levou um pouco de tempo, mas também estava naqueles dias em que precisava de uma terapêutica como esta, em que desligamos de tudo o resto.

Se não estiverem para aí virados podem fazer esta compota com uva sem grainha.

A receita da Bagulhada é simples, mas leva algum tempo ao lume, tal como todas as compotas. E é nesta parte que tantas vezes as pessoas se queixam de que os doces correm mal, porque, por alguma razão, não atingiram o ponto ou passaram do ponto.

Ora, sempre que preciso de fazer pontos de açúcar tenho um medo terrível de errar e de deitar tudo a perder. Por isso, uso sempre um termómetro para pontos de açúcar. É barato (<20€), encontra-se nalgumas lojas de artigos de cozinha ou na internet. Se não têm, aconselho a sua compra porque nos facilita muito a vida.

Atenção que este termómetro não é o mesmo que serve para ver a temperatura interna da carne. Esse tem um espeto para penetrar na carne. Este é próprio para caldas de açúcar e mede a temperatura em graus Celsius e Farenheit. Outra opção é o pesa-xaropes que faz a medição em graus Baumé e que é ainda mais preciso, já que mede não a temperatura mas a densidade da calda.

 

Há muitas pessoas que dispensam o uso de termómetro porque têm experiência em reconhecer os pontos de açúcar, mas eu prefiro jogar pelo seguro, como foi o caso deste doce. O ponto é o de fio, entre 103º e 105º C. Desta forma é muito mais prático. Basta estar de olho no nível do mercúrio.

A Bagulhada é uma conserva muito antiga do Alentejo feita com uvas, marmelos e nozes, que aproveitava a muita uva que o solo da região dava. Dava e continua a dar, felizmente.

Se gostam de compota esta é uma que vão querer experimentar porque é verdadeiramente deliciosa.

A Bagulhada combina na perfeição com queijo de ovelha de meia cura, sobre tostinhas ou uma fatia de pão.

Uma delícia!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 2h 30m
dificuldade: fácil
rendimento: ~2 litros
Deliciosa compota à base de uvas, marmelos e nozes, a bagulhada é perfeita para acompanhar queijo de ovelha de meia cura.

Bagulhada
(Compota de uva com noz)

destaque
Deliciosa compota à base de uvas, marmelos e nozes, a bagulhada é perfeita para acompanhar queijo de ovelha de meia cura.
tempo de preparação: 2h 30m
dificuldade: fácil
rendimento: ~2 litros

Ingredientes:

  • 2 kgs de uvas (de preferência pretas)
  • 1 kg de açúcar
  • 2 marmelos (250 a 300 g no total)
  • 150 g de miolo de noz

UTENSÍLIOS:

  • Termómetro para pontos de açúcar ou pesa-xaropes (opcional)

Confecção:

  1. Lave as uvas, corte os bagos ao meio e retire as grainhas.
  2. Coloque as uvas numa panela sem água em lume brando. Quando começarem a fervilhar, tape e cozinhe durante uma hora.
  3. Descasque e descaroce os marmelos e corte-os em cubinhos. Pique também as nozes. Reserve.
  4. Quando as uvas estiverem cozidas, junte os cubinhos de marmelo e o açúcar. Envolva bem e mantenha sobre lume brando até atingir o ponto de fio – entre 103 e 105º C no termómetro, ou 29º Baumé no pesa xaropes – ou quando a calda oferecer ligeira resistência ao escorrer da colher. Lembre-se de que ao arrefecer, o doce vai ficar mais consistente.
  5. Quando atingir o ponto, envolva as nozes picadas.
  6. Retire do lume e, com o doce ainda muito quente, encha frascos esterilizados. Tape bem e vire os frascos de pernas para o ar até que o doce arrefeça totalmente. Desta forma vão criar vácuo.

Notas:

  • Pode usar uva preta ou branca.
  • Para facilitar, pode usar uvas sem grainhas
  • Na falta de marmelo, pode usar maçã verde, mais ácida.

Outras informações:

6 comentários para “Bagulhada <br> (Compota de uva com noz)”

  1. Ana Araújo Malhão

    Olá boa noite será que dá para fazer na bimby uma vez que ela já tem o termómetro incorporado e torna-se assim mais fácil??? Obrigado !

    1. Ana a temperatura da bimby não pode servir de referência. Não é a temperatura referente à densidade da calda. Pode fazer na bimby mas use um termómetro de açúcar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.