Caril na noite de Consoada? Por que não? Esta é uma receita diferente e muito saborosa para o Natal ou outro dia qualquer.

Para a maioria das famílias portuguesas, o bacalhau tem de estar na mesa de Natal.

Do bacalhau cozido com batatas e couves – versão mais tradicional – ao bacalhau com broa ou bacalhau com natas, há centenas de receitas que permitem apresentar pratos diferentes todos os anos.

No entanto, há receitas mais improváveis que acabam também por resultar muito saborosas.

É o caso desta que estava guardada há quase dois anos, enviada por um seguidor da página.

Dizia o António Manuel da Silva:

Não sei as quantidades, pois só vi uma vez uma amiga fazer este prato, mas não fiquei de memória com as quantidades e sinceramente também ainda não fiz o prato em minha casa. Mas, como já o comi por diversas vezes em casa deste casal amigo e o acho uma delícia, resolvi dar-lhe a receita, no caso de que faça e goste e, se desejar, claro que está livre de colocá-la no seu site.

E assim fiz. Mesmo sem quantidades, fiz a pensar em 4 pessoas e fui seguindo a intuição e dando um ligeiro retoque acrescentando temperos.

Quais os  ingredientes?

  • bacalhau
  • batatinhas para cozer
  • cebolas
  • alhos
  • azeite
  • farinha
  • caril em pó
  • leite de coco
  • sal, pimenta-preta e noz-moscada para temperar
  • pão ralado para polvilhar (opcional)

À receita que me foi passada apenas acrescentei a pimenta-preta e a noz-moscada, dois temperos que gosto de usar no bacalhau e ainda o pão ralado, só um pouco para polvilhar antes de ir ao forno. De resto fiz tudo igual.

E as quantidades?

Estão mais abaixo na receita escrita, logo depois do video e podem imprimir toda a receita para guardarem.

Como fazer?

Começamos por cozer o bacalhau tal como já vos indiquei nesta DICA. Fica sempre perfeito e suculento.

Depois de cozido, lascamos.

As batatas devem ser pequenas, para cozer. Cozemos com pele, com um golpe ao alto, a meio e só depois de cozidas retiramos a pele e separamos as metades.

Enquanto tudo isto coze, fatiamos as cebolas e os dentes de alho e fazemos um bom refogado. Podem deixar a cebola mais ou menos dourada. É a gosto. Eu aqui puxei bem…

Também recorro a esta DICA para preparar o pó de caril para a receita.

Com tudo a postos, só temos de montar as camadas.

É só isto, muito simples!

Alterações sugeridas à receita original

Como fiz a receita original, salvo aqueles toques de temperos, só poderia comentar o resultado depois de provar.  Foi que fiz.

No essencial está tudo bem, mas há pelo menos uma coisa que faria diferente: em vez de usar as metades das batatas, cortaria em rodelas e faria duas camadas mais finas.

Apesar de serem batatas pequenas, fiquei com uma sensação de que ficavam demasiado compactas e portanto é esta a principal sugestão de alteração.

Para outras alterações, vejam as NOTAS mais abaixo na receita escrita.

Gostam de receitas com caril e leite de coco? Espreitem estas sugestões.

 

CARIL DE CAMARÃO E ESPARGOS COM BULGUR - Um caril suave com camarão e espargos servido sobre uma cama de bulgur, regado com um molho leve feito com leite de coco.
CARIL DE BORREGO COM LEITE DE COCO - Um caril que enche a casa com o aroma das especiarias, cozinhado lentamente no forno. Perfeito com arroz basmati e pão naan.
CARIL DE CHOCO COM LEITE DE COCO - Rápido e simples. Um caril com ingredientes esmagados em cru para usar com tiras de choco, pota, camarão ou mexilhão.

Espero que gostem!

Feliz Natal!!!

Veja o vídeo desta receita

Subscreva e comece a receber as newsletters em primeira mão

tempo de preparação: 45 minutos
dificuldade: FÁCIL
doses: 4
Caril na noite de Consoada? Por que não? Esta é uma receita diferente e muito saborosa para o Natal ou outro dia qualquer.

Bacalhau de Caril
com Leite de Coco

Bacalhau caril destaque site
Caril na noite de Consoada? Por que não? Esta é uma receita diferente e muito saborosa para o Natal ou outro dia qualquer.
tempo de preparação: 45 minutos
dificuldade: FÁCIL
doses: 4

Ingredientes:

  • 800 g bacalhau demolhado
  • 800 g batatinha branca para cozer
  • 2 cebolas grandes
  • 4 dentes de alho
  • 50 ml de azeite
  • farinha q.b.
  • 1 ou 2 colheres de sopa de caril em pó (ou a gosto)
  • sal, pimenta-preta e noz-moscada a gosto
  • 600 ml leite de coco
  • pão ralado (opcional) q.b.

UTENSÍLIOS:

Confecção:

  1. Coloque água a ferver em dois tachos, um para o bacalhau e outro para as batatas.
  2. No do bacalhau, espere que levante fervura e coloque as postas (demolhadas e descongeladas). Espere que a água volte a fervilhar nas extremidades, tape e desligue o lume. Deixe o bacalhau descansar nessa água quente durante 20 minutos.
  3. Lave batatinhas com pele, dê-lhes um golpe ao alto, a meio, sem separar as metades e coza no segundo tacho, adicionando um pouco de sal à água.
  4. Enquanto as batatas e o bacalhau cozem, fatie as cebolas em meias-luas e fatie os dentes de alho.
  5. Coloque o azeite numa frigideira ao lume e refogue a cebola. Quando estiver translúcida junte o alho e refogue mais um pouco. Tempere com sal, pimenta-preta e noz-moscada e retire do lume. Reserve.
  6. Passados os 20 minutos retire o bacalhau da água e lasque-o, retirando peles e espinhas. Reserve.
  7. Depois de cozidas retire as batatas da água, retire-lhes a pele e separe as metades. Reserve.
  8. Aqueça o pó de caril num tachinho, durante alguns segundos, agitando, até sentir que está a libertar aroma.
  9. Monte as camadas num tabuleiro médio: espalhe o refogado na base. Passe as lascas de bacalhau por farinha, retire bem o excesso e coloque sobre o refogado. Tempere com um pouco de sal, pimenta e noz-moscada. Salpique com metade do pó de caril. Seguem-se as batatas alinhadas com face cortada para baixo. Salpique-as com restante pó de caril. Cubra tudo com o leite de coco e, opcionalmente, salpique com um pouco de pão ralado.
  10. Leve a forno pré-aquecido a 200º C durante 15 minutos para gratinar ligeiramente.

Notas:

  • em vez de usarem metades de batata, cortem as batatas em rodelas depois de cozidas; coloquem uma camada por baixo do bacalhau e outra por cima. No meu entender ficará melhor em termos de textura, já que não ficarão tão compactas.
  • se gostam de um forte sabor a caril usem 2 colheres de sopa mal cheias; se preferem um sabor mais suave usem apenas uma.
  • podem deixar o refogado menos puxado e mais clarinho.
  • polvilhar com o pão ralado é opcional.
  • podem substituir o bacalhau por outro peixe como, por exemplo, a pescada.

Outras informações:

6 comentários para “Bacalhau de Caril <br> com Leite de Coco”

  1. Bom dia Clara. Em Moçambique fazíamos muito esta receita. Até o pormenor de passar o bacalhau por farinha ( não entendo o objectivo….) é igual. A diferença é que punhamos o pão ralado e o caril no topo e depois com todo o cuidado com a ajuda de um funil inseriamos o leite de coco ( ou as vezes leite normal) num cantinho da assadeira e o líquido fluia entre as camadas…. é muito bom…ninguém diz … antes de provar.

    1. Olá Helena. A receita foi-me dada assim com indicações muito gerais e eu tive de improvisar. A farinha entendo. É para engrossar o leite de coco. Mas eu tal como digo na receita, depois de o comer, optaria por cortar as batatas mas é apenas um gosto pessoal. Acho que ficaria mais cremoso no conjunto. Sobre o uso do funil não tinha qq indicação a esse nível, mas acho que não fará grande diferença 😉 obrigada e feliz Natal!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.