Um clássico da cozinha portuguesa com nova roupagem, mais requintado. Uma sugestão para o Natal ou qualquer altura do ano.

Estamos já muito perto do Natal neste ano tão estranho nas nossas vidas.

Aqui chegamos com receios ou inseguranças em relação ao presente e ao futuro, mas também com esperança, tentando celebrar esta data com o núcleo familiar e deixando os Natais com a família mais alargada para o próximo ano.

Neste 2020, foram muitas as famílias que perderam os seus entes mais queridos, muitas delas perderam-nos por causa deste maldito vírus, e uma época que seria de celebração fica ensombrada por estas perdas irreparáveis.

Neste ano terrível muitas outras famílias perderam rendimentos, perderam empregos, perderam os seus negócios.

Por tudo isto, o Natal deste ano será diferente, mas não deixa de ser Natal e merece ser celebrado.

Poderemos não ter tantos à mesa, poderá haver menos prendas ou mais modestas, poderemos ter de fazer refeições mais em conta, mas celebrar o Natal é celebrar a vida e o amor que nos liga.

É também celebrar a inocência da infância, a sua alegria natural, e criar memórias que as acompanharão para o resto da vida.

Este ano, decidi partilhar convosco uma receita muito simples que, se gostarem, pode ser servida na noite de Consoada.

Depois do Bacalhau com Natas (com Batata Frita Palha) trago mais uma receita de bacalhau, que podemos fazer durante todo o ano, seja com bacalhau ou com outro peixe branco, por exemplo, pescada ou maruca.

É toda feita por camadas – tal como o meu Bacalhau com Broa – o que significa que dá para adiantar trabalho com antecedência. Gosto disto, sobretudo nesta época tão atarefada.

O bacalhau, já vos disse como o devem cozer na dica Como cozer bacalhau. Depois de cozido, deve ser lascado. Vejam como fica brilhante e suculento!

Os outros ingredientes são a cebola e alho bem refogados, os ovos e as batatas cozidas…

que serão montados, camada a camada…

antes de serem regados com um molho béchamel muito leve feito com a água da cozedura do bacalhau.

Só depois de sair do forno se juntam as azeitonas pretas e a salsa picada, de preferência já no prato [algo que não fiz para a foto, por esquecimento 😆].

Fica maravilhoso!

Espero que gostem e que o façam, seja neste Natal ou numa qualquer refeição em que queiram variar um pouco da receita tradicional.

Deixo-vos um grande beijinho e os votos de Boas Festas, com saúde e em segurança!

Subscreva a newsletter e receba as receitas em primeira mão!

Veja o vídeo desta receita no meu canal

tempo de preparação: 55 minutos
tempo de forno: 20 minutos
tempo total: 1 HORA 15 MINUTOS
dificuldade: fácil
doses: 4 a 6
Um clássico da cozinha portuguesa com nova roupagem, mais requintado. Uma sugestão para o Natal ou qualquer altura do ano.

Bacalhau à Gomes de Sá
Cremoso

Bacalhau go4s sá creme destaque site
Um clássico da cozinha portuguesa com nova roupagem, mais requintado. Uma sugestão para o Natal ou qualquer altura do ano.
tempo de preparação: 55 minutos
tempo de forno: 20 minutos
dificuldade: fácil
doses: 4 a 6

Ingredientes:

  • 2 postas altas de bacalhau (descongelado)
  • 1 kg de batatas para cozer
  • 3 ovos
  • 2 cebolas grandes
  • 3 dentes de alho
  • 50 ml azeite
  • Azeitonas pretas descaroçadas a gosto
  • Salsa picada a gosto
MOLHO
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 800 ml de caldo da cozedura do bacalhau
  • sal, pimenta-preta e noz-moscada q.b.

UTENSÍLIOS:

  • Tabuleiro 30 x 20 cm
  • Tachos e frigideira

Confecção:

  1. Coloque 1 litro de água num tacho e assim que levantar fervura, desligue o lume e coloque o bacalhau. Tape e deixe descansar durante 20 minutos.
  2. Enquanto isso, descasque as batatas e corte-as ao meio transversalmente. Coza-as em água com sal. Depois de cozidas retire-as para um prato para arrefecerem.
  3. Coza os ovos num tachinho com água durante 8 minutos. Depois de cozidos retire a casca e reserve.
  4. Descasque as cebolas e os dentes de alho. Fatie as cebolas em meias-luas e lamine os alhos.
  5. Aqueça o azeite numa frigideira larga e refogue a cebola até ficar translúcida. Junte os alhos e refogue por mais 2 minutos, agitando pontualmente para não queimar.
  6. Terminado o tempo de descanso do bacalhau, retire-o da água, lasque-o e coloque as espinhas e peles na água onde o bacalhau descansou. O tacho regressa ao lume, com tampa, e assim que levantar fervura, baixe o lume e deixe fervilhar durante 10 minutos. Coe o caldo e reserve 800 ml.
  7. Faça o molho: Coloque num tacho duas colheres de sopa de manteiga. Quando derreter junte as 4 colheres de sopa de farinha de trigo, com ou sem fermento, é indiferente. Envolva rapidamente e deixe a farinha cozer um pouco, sempre mexendo.
  8. Comece a juntar o caldo quente, pouco a pouco, sempre mexendo vigorosamente para evitar a formação de grumos. Continue até esgotar todo o caldo. Deixe levantar fervura e desligue o lume. Tempere com sal, pimenta-preta e noz-moscada, a gosto.
  9. Num tabuleiro médio de forno, coloque os ingredientes por camadas nesta sequência: metade do refogado de cebola e alho; metade das batatas cozidas, cortadas em rodelas; metade do bacalhau; os 3 ovos cozidos em rodelas; o restante bacalhau; as restantes batatas; o restante refogado de cebola e alho, bem distribuído.
  10. Verta o molho por toda a superfície e leve a forno pré-aquecido a 180º C, na função ventilado com grill, na prateleira do meio, até dourar (cerca de 20 minutos).
  11. Sirva de imediato, com azeitonas pretas descaroçadas (inteiras ou em rodelas) e polvilhado com salsa picada.

Notas:

  • Em vez de bacalhau pode usar outro peixe branco

Outras informações:

Partilhe esta receita nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest

Veja também...

16 comentários para “Bacalhau à Gomes de Sá <br> Cremoso”

  1. Antes de mais desejo-lhe um excelente 2021! Aproveito para dizer que fiz o bacalhau com natas para a ceia de natal e todos adoraram. Hoje é a vez deste à gomes de Sá e tenho a certeza que vai ficar super aprovado. Adoro as suas receitas. Obrigada pela partilha, beijinho

    1. Que bom Claudia, são dois pratos diferentes mas ficam muito requintados e com uma textura macia. É difícil não gostar 😉 correu bem? Beijinho e feliz ano novo!! 🙂

  2. Boa noite é só para dizer que além de ser uma excelente jornalista é uma cozinheira de mão cheia tenho aprendido imenso consigo, sempre tive o sonho de ser uma cozinheira como a Sra mas ainda não consegui concretizar esse sonho quem sabe este ano. Tenho feito imensas receitas suas obrigada e um excelente ano 2021.

  3. Olá Clara de Sousa!! trato a assim porque todos os dias entra na minha casa ?!. Não perco um telejornal consigo!!! Mulher admirável como há poucas!!! Mulher de mão cheia!!!
    Tenho feito as suas receitas. Fofos de abóbora…. Excelentes! Gambas Scampi…. Delicia!. Amanhã vou fazer a sua receita de bacalhau à Gomes de Sá com os restos que me sobraram.
    Beijinhos
    Ana

  4. Olá Clara!!! Antes de mais desejo-lhe um Santo e Feliz Natal!!! Obrigada pelas receitas… Ótimas!!
    Estou a preparar o bacalhau á gomes de sá, mas como é para amanhã ao almoço, devo fazer o molho amanhã antes de levar ao forno… Será??
    Obrigada!!

    1. Lídia, já não cheguei a tempo porque tive muito trabalho, mas sim poderia ser antes ou depois. Estando no frio não haveria qualquer problema. Continuação de Festas Felizes!

  5. Bom dia. Obrigada pelas suas receitas que gosto imenso. Gosto da ideia do bacalhau com o bechamel e este ano vou fazer; costumo fazer tb a receita da perna de peru, mas como este ano o meu filho e os meus netos não vão estar connosco fica para depois !!! Obrigada palas suas receitas e pela sua simpatia. Um bom Natal!

  6. Olá Sra Clara sou sua fã incondicional. Todas as semanas aguardo uma nova receita .adoro tudo o que faz .faco o bacalhau a Gomes de Sá mas não desta maneira .Domingo vou fazer esta receita para a família. Muito obrigado .tenho mais uma pergunta A Sra não tem nenhuma receita dos coscoroes?desde já desejo lhe um Santo Feliz Natal um pouco diferente mas tenho esperanças que vamos conseguir todos juntos .obrigado

    1. Muito obrigada pela sua simpatia Sofia. Coscorões não, nunca tive o hábito de fazer. Desejo-lhe a si e aos seus um feliz natal e um bom ano!! Temos de conseguir! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.