Comi pela primeira vez estas asinhas de frango no dia em que fiz 45 anos.

Foi uma surpresa.

Cheguei a um local para o jantar de aniversário, pensando que seria mais um jantar num vulgar restaurante, mas eis que dei de caras com um conceito novo em que quem estava na cozinha eram nada mais nada menos do que os meus próprios filhos, a preparar um menu espectacular, onde estava esta delícia.

Foi uma surpresa maravilhosa.

É claro que depois da degustação, perguntei logo como se faziam estas asinhas para replicar em casa e eles explicaram-me tudo.

É uma receita muito fácil e é perfeita para ser servida como entrada, porque é só carninha, sem ossos.

Cada asa é cortada ao meio, pela articulação. Só a ponta se deita fora.

Depois de as asinhas estarem cozinhadas é muito fácil retirar os ossinhos. Basta segurar bem a asa, rodar o osso e puxá-lo sempre pelo lado da articulação maior, com cuidado porque as asas são muito delicadas.

A carne das asinhas é super saborosa e suculenta.

O sumo e a raspa de lima dão-lhe aquele toque final muito especial.